85 comissários de voo acabam suspensos por estarem acima do peso

Foto PIA via Facebook

A Pakistan International Airlines (PIA) suspendeu comissários de bordo por excesso de peso e os excluiu de promoções e da escala de serviço para voos de julho, informou o ARY News citando fontes. Com isso, eles ficarão sem voar até que se adequem aos padrões estabelecidos pela empresa aérea.

A medida atinge um total de 85 profissionais, segundo confirmou a PIA, informando que a decisão foi tomada após contínuos avisos para que seus membros de equipe perdessem peso. Ao ARY News, fontes disseram que os comissários de bordo não adotaram um plano de dieta controlado em meio à pandemia de COVID-19 e, portanto, acabaram engordando.

Em 2019, a transportadora nacional do Paquistão aprovou uma política interna para não permitir comissários de bordo acima do peso estabelecido em voos internacionais. Nesse sentido, a administração da PIA anunciou que reduziria gradualmente a isenção de 13 quilos de excesso de peso para zero. Dentre os comissários afastados nessa leva, há pessoas com até 40 acima do peso.

À época, a medida da empresa estatal foi defendida como sendo por motivos de segurança de voo e não meramente estética. Segundo a empresa, os profissionais precisariam ter agilidade numa situação de emergência. Curiosamente, nessa mesma época, ainda havia muitos pilotos com licenças falsas na cabine de comando.

Detalhes da política interna não foram informados. Não temos informações sobre os limites de peso ou as proporções peso x altura estabelecidos pela companhia.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Mulher que ficou tetraplégica após cair de avião durante o embarque...

0
Após uma longa luta contra as sequelas de um trágico acidente, a jovem Gabrielle (Gaby) Assouline, de 25 anos, veio a óbito nesta semana