Início Diversos e Eventos A partir de hoje, assista ao Campeonato Brasileiro de Acrobacia Aérea

A partir de hoje, assista ao Campeonato Brasileiro de Acrobacia Aérea

Sukhoi Su-26, uma das aeronaves do CBA 2021

Começou hoje, 19 de agosto, a oitava edição do Campeonato Nacional de Acrobacia Aérea, competição realizada anualmente pelo Comitê Brasileiro de Acrobacia e Competições Aéreas (CBA).

Contando com 42 pilotos inscritos, a maior edição da história do CBA, que comemora os dez anos da fundação do Comitê, vai até o domingo, 22 de agosto, e conta com transmissões ao vivo sendo feitas enquanto os competidores voam em cada bateria de suas respectivas categorias, uma vez que o evento está fechado ao público em decorrência da pandemia.

Para você acompanhar todo o movimento que acontece no Aeroparque Aldeia da Serra, em Palmeira (PR), compartilharemos os vídeos a seguir conforme as transmissões forem sendo disponibilizadas pelo CBA. Também é possível assistir ao vivo às lives no perfil do Comitê no Instagram. Por fim, abaixo nesta matéria você conhece mais sobre as categorias, incluindo as sequências de acrobacias que devem ser feitas em cada um delas e a lista dos pilotos e aeronaves inscritos.

Categoria Básica (Primary)

Super Decathlon – Imagem: Tâmata Tezoto, via Facebook

A Categoria Básica é considerada a porta de entrada para o campeonato de acrobacia por apresentar a sequência mais simples de manobras acrobáticas, permitindo que pilotos com menos experiência e/ou com aeronaves de menor desempenho participem.

Nesta VIII edição do campeonato brasileiro em 2021, são 20 participantes inscritos, incluindo os jovens estreantes Tâmata Renata Tezoto e Lucas Oliveira Resende Yancovitz, respectivamente com apenas 21 e 18 anos, que vimos em outra matéria nesta semana aqui no AEROIN.

Estes pilotos farão suas sequências utilizando 12 aviões, que incluem modelos como o clássico biplano Bucker, os monomotores de asa alta 8KCAB Decathlon e Super Decathlon, e os monomotores de asa baixa RV-6, RV-7A e RV-8A.

Bucker 131 Jungmann

Veja a seguir a lista dos pilotos inscritos e, logo abaixo dela, a sequência de 6 figuras acrobáticas que cada piloto deve fazer na Categoria Básica (apesar dos símbolos e códigos que definem as manobras, você provavelmente conseguirá perceber o que significa cada desenho ao acompanhar os voos nas transmissões ao vivo).

Categoria Esporte (Sportsman)

Christen Eagle II

Ainda considerada uma categoria de entrada por também ter uma sequência de grau de dificuldade relativamente baixo, a Esporte já apresenta uma quantidade maior de 9 figuras, com algumas delas exigindo um pouco mais do piloto e da capacidade da aeronave.

Neste ano, são oito pilotos inscritos, com 7 diferentes matrículas de aviões, incluindo o biplano Christen Eagle II e o charmoso Cap-10B, além dos modelos Decathlon, Super Decathlon, RV-7 e RV-8A já citados na categoria anterior.

A seguir, a lista de inscritos e a sequência de acrobacias da Categoria Esporte, que, além dos sete descritos, conta também com mais um piloto, André Luiz da Silva Mello Filho, com o RV-8A de matrícula PR-ZAN.

Categoria Intermediária (Intermediate)

Cap-10B

Aqui, as coisas começam a ficar mais complexas. Na Categoria Intermediária, o total de figuras a serem “desenhadas” nos voos é de 12, e com manobras que exigem mais habilidade e experiência dos pilotos, assim como aeronaves de melhor desempenho para melhor manutenção de velocidade e altitude durante a sequência.

Além disso, entram mais duas sequências desconhecidas de figuras, ou seja, o piloto fica conhecendo o programa apenas na véspera de seu voo, e terá que executá-lo apenas a partir de sua experiência e habilidade nas manobras, sem nunca ter treinado previamente aquela sequência.

São nove pilotos inscritos na Intermediária neste Campeonato Nacional de 2021, com oito aviões, sendo eles os biplanos Christen Eagle II e Pitts S1C, S1S e S2A, além do Cap-10B, do bastante potente Extra 300 e do Dr-107 “One Design”, um modelo que tem este nome por ter sido desenvolvido como um único projeto que serve tanto para competição e esportes básicos quanto para acrobacias avançadas.

Veja a seguir os competidores, os aviões e a sequência conhecida de figuras da categoria:

Categoria Avançada (Advanced)

Extra 300

A penúltima categoria na escala de aumento de complexidade é a Avançada, que, devido à maior exigência de experiência do piloto e desempenho da aeronave, apresenta um número bem menor de competidores e somente duas aeronaves, ambas do modelo Extra 300.

Os quatro inscritos de 2021 também farão uma sequência conhecida de manobras no primeiro dia e duas sequências desconhecidas nos outros dois dias. Aqui, o número de figuras volta a ser reduzido para 9, porém, a maioria delas passa a incluir várias combinações de manobras.

Confira a lista dos quatro pilotos e dois aviões da Categoria Avançada 2021 e a sequência conhecida:

Categoria Ilimitada (Unlimited)

Sukhoi Su-26

No topo da escalada rumo ao maior desafio para o piloto de acrobacia e para a aeronave, a Categoria Ilimitada ainda é bastante escassa de competidores no Brasil. Com seu alto grau de dificuldade, apenas um competidor está inscrito neste ano.

Márcio de Souza Oliveira voará com seu avançado Sukhoi SU-26 de matrícula PT-ZSZ, um avião de asa média projetado na época da União Soviética e com um potente e estrondoso motor radial russo de 360hp de potência.

Apesar de voar sozinho, isso não garante que o piloto já é o campeão do CBA 2021, pois, para que o líder da Categoria Ilimitada seja nomeado campeão da competição, ele precisa ter ao menos 60% da nota máxima possível.

Caso não obtenha tal resultado, o Campeão Nacional Brasileiro pelo CBA será o primeiro colocado da Categoria Avançada, desde que o mesmo obtenha pelo menos 60% de aproveitamento, e assim sucessivamente.

Na Ilimitada, o número de figuras a serem feitas no voo da sequência conhecida é de 10, porém, há um novo aumento de grau de dificuldade nas manobras que compõem cada figura. Aqui, também existem as outras duas sequências desconhecidas para desafiar a habilidade do competidor. Veja a seguir a sequência conhecida de 2021:

Com informações do Comitê Brasileiro de Acrobacia e Competições Aéreas

Sair da versão mobile