Início Empresas Aéreas AeroMexico encontra entrave e grupo de credores questiona sua reestruturação

AeroMexico encontra entrave e grupo de credores questiona sua reestruturação

O Grupo AeroMexico solicitou ao tribunal de falências dos Estados Unidos que prorrogasse até 30 de dezembro o período de exclusividade durante o qual poderia arquivar seu plano de reestruturação final. Isso segue uma objeção ao plano de financiamento proposto por um grupo de credores (Ad Hoc Group) protocolada no tribunal em 26 de novembro.

Segundo a mídia mexicana, o grupo argumenta que a proposta existente dos devedores não era o melhor caminho a seguir, não conseguiu chegar a um consenso e não maximizou o valor para todos os principais grupos de credores.

De acordo com o Ad Hoc Group, seu plano foi compartilhado com a AeroMexico, credores sem garantia, Apollo Global Management, Delta Air Lines e os principais investidores mexicanos em 21 de novembro, mas não foi considerado. Diante disso, o grupo estava investigando “se o processo que levou à proposta existente estava enviesado por outras considerações”.

Em uma carta, a co-fundadora e parceira da Global Management, Cindy Chen Delano, e o fundador e diretor de investimentos da Corvid Peak Capital Management, Mark Black, alertaram: “Essa reestruturação pode estar à beira de se transformar em litígios prolongados porque o valor não está sendo distribuído de maneira legal, consistente com décadas de precedentes de falências bem estabelecidas. Em particular, acreditamos que o valor que vai para requerentes intactos e terceiros investidores é excessivo e prejudica uma saída consensual”.

A AeroMexico alega que o que foi apresentado em 29 de novembro de 2021 constitui um plano ‘viável’. No entanto, em sua moção de prorrogação até 30 de dezembro, a AeroMexico argumenta que isso lhes permitirá buscar consenso sobre o plano e o cronograma atualmente contemplado “sem o desnecessário processo contencioso e o atraso inevitável que um plano concorrente produziria”.

Sair da versão mobile