Aeromexico faz o voo mais longo de sua história com um B787-9

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A transportadora de bandeira do México realizou o voo mais longo da sua história e da história da aviação mexicana com um Boeing 787-9 Dreamliner, em um voo ligando a China à Cidade do México.

Avião Boeing 787-9 Aeromexico

O voo número AM9011 aconteceu na última segunda feira (25), tendo sido realizado pelo Boeing 787-9 com matrícula N183AM. A aeronave decolou do Aeroporto Internacional de Shenzhen, China, pousando no Aeroporto Internacional da Cidade do México, na madrugada do dia 26.

À bordo do avião, uma carga de suprimentos médicos destinada ao combate à pandemia do novo coronavírus. O voo percorreu aproximadamente 14.147 km, com a duração de 14 horas e 34 minutos, conforme dados do Flightradar24.

Trajetória do voo do B787-9 da Aeroméxico. Fonte: FlightRadar24.

Esse foi mais um entre os muitos voos de auxílio humanitário nesse difícil momento vivenciado por todo o planeta, que vêm sendo realizados por diversas companhias aéreas em todo o planeta com suas aeronaves de transporte de passageiros adaptadas para transporte de carga.

Na primeira etapa da missão, o B787-9 decolou da Cidade do México no dia 24 com destino ao aeroporto de Narita, em Tóquio, Japão. Um voo também bastante longo, uma vez que nessa etapa foram 13 horas e 39 minutos de voo, percorrendo 11.170 km.

De Narita, o Dreamliner da Aeromexico decolou, no dia 25, para Shenzhen, onde pousou após mais 4 horas e 25 minutos de voo, percorrendo 2.951 km, conforme levantamento feito junto ao FlightRadar24.

No total, entre os dias 24 e 26 de maio, o 787-9 voou 32 horas e 38 minutos, percorrendo aproximadamente 28.268 km.

Em comunicado no site da Empresa mexicana, seu CEO Andres Conesa declarou: “estamos na crise mais difícil que o setor aéreo já experimentou, mas na adversidade também há oportunidades. Quero agradecer a comissários de bordo, pilotos, despachantes de voo, técnicos de manutenção, aeroportos, apoio em terra, equipes de treinamento, administração e gerenciamento, por seu apoio e compromisso de continuar voando e protegendo as asas do nosso Caballero Aguila”.

Observação: Caballero Aguila é o emblema (logo) ostentado nas aeronaves da Empresa mexicana, significando Cavaleiro Águia, em português. Ele remete a uma classe de guerreiros que compunham, junto com os Guerreiros Jaguar, a elite do poderio militar asteca.

A companhia aérea informa no comunicado que fará mais voos para Shenzhen, além dos já feitos para Xangai durante a atual contingência, na qual a Aeromexico informa ter realizado esta semana 100 operações exclusivas de carga, transportando suprimentos para 14 países, com envolvimento de 1.300 pessoas, um volume de mais de 1.400 toneladas de carga, em 3.600 horas de voo percorrendo mais de 2,7 milhões de quilômetros, o equivalente a mais de 67 viagens ao redor do planeta.

Dados do FlightRadar24 demonstram uma intensa atividade dos B787 da Aeromexico em operações ligando principalmente o país latino ao oriente, mas também com voos para o Canadá, América do Sul e Europa.

Em abril, informamos aqui no AeroIN sobre a operação de um 787-9 da Aeromexico para o Brasil, que pousou no Aeroporto Internacional de Confins, cidade vizinha a Belo Horizonte, vindo da China com 10 toneladas de suprimentos médicos essenciais no combate da Covid-19, num voo inédito entre o país e a capital mineira.

Ainda em abril, anunciamos que Cabo Frio, no estado do Rio de Janeiro, também recebeu a visita de um B787 da companhia mexicana trazendo suprimentos médicos.

A companhia aérea destaca que estabeleceu uma estratégia financeira para proteger sua liquidez, continuar suas operações e investir na criação de seu novo Sistema de Gestão de Saúde e Higiene, um padrão que, segundo a Empresa, garante saúde e condições de segurança para seus clientes e pessoal interno em todas as suas operações.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Rodnei Diniz
Engenheiro aeronáutico e mecânico, atuante em gestão de manutenção aeronáutica, aviação geral, executiva e comercial. Atento aos detalhes, gosta de ler e escrever sobre a história da aviação.

Veja outras histórias