Início Indústria Aeronáutica

Aeronave do exército dos EUA quebra próprio recorde ao permanecer no ar por 36 dias

O Comando de Operações Especiais das Forças Terrestres dos EUA informou que o veículo aéreo não tripulado (UAV) Zephyr, movido a energia solar, quebrou seu próprio recorde ao permanecer no ar por 36 dias em seu teste, que ainda está em andamento. Em uma declaração por escrito, o órgão afirmou que o Zephyr decolou em 15 de junho e ainda está voando a uma altitude de 70.000 pés (21 mil metros) sobre o Arizona.

Como parte do teste, o Zephyr completou sua primeira missão no “espaço aéreo internacional” e no mar, disse também o comunicado, afirmando, por fim, que era o voo mais longo do veículo usando controles de comunicação via satélite.

O primeiro UAV estratosférico desse tipo, o Zephyr foi desenvolvido para voar continuamente por meses a fio, muito acima das condições climáticas e do tráfego aéreo convencional. Em 2018, o Zephyr estabeleceu um recorde ao permanecer no ar por cerca de 26 dias.

Com uma envergadura de pouco mais de 24 metros, o peso do UAV é de cerca de 80 quilos. Desenvolvido pela Airbus, o Zephyr será usado para vigilância e coleta de inteligência com ampla cobertura visual.

Novo negócio da Airbus

Na esteira do sucesso do projeto, a Airbus anunciou em 18 de julho, no Farnborough Internactional Airshow, que lançou serviços de conectividade através de um negócio de Sistema de Plataforma de Alta Altitude (HAPS – High Altitude Platform System), baseado em sua aeronave Zephyr.

Isso ajudará a industrializar rapidamente e começar a atender a um mercado total endereçável substancial, fornecendo serviços de conectividade de baixa latência da estratosfera para aplicações de telecomunicações e observação da Terra. O novo negócio é uma subsidiária da Airbus Defence and Space.

Na sequência das recentes campanhas de voo de teste bem-sucedidas com o Zephyr, a empresa agora está pronta para oferecer serviços de telecomunicações por meio de sua plataforma. Segundo a Airbus, desempenhará um papel crucial para ajudar a reduzir a exclusão digital por meio da conexão de pessoas desconectadas em terra, ar e mar.

Com mais de 3,7 bilhões de pessoas não atendidas ou severamente mal atendidas pelas atuais redes de telecomunicações terrestres e espaciais, a Airbus e a Zephyr estão reimaginando a conectividade e trabalhando para reduzir a divisão digital, oferecendo serviços de conectividade de última geração para clientes comerciais, de defesa e institucionais em todo o mundo.

Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.