Aeroporto London City, o “Lar do Embraer”, pede formalmente para estender horários dos voos

Foto: Embraer via Andrew Baker

O aeroporto London City, o mais central da capital britânica, apresentou formalmente um pedido de planejamento ao London Borough of Newham para aumentar seu limite anual de passageiros até 2031. A proposta, no entanto, ficou um pouco abaixo do que havia sido anunciado anteriormente, com o objetivo de torná-la mais aceitável, relata uma matéria da Bloomberg.

O aeroporto também quer estender suas operações de sábado até 18h30, com uma hora adicional durante o verão apenas para chegadas. Hoje, as regras de restrições de ruído fazem com que o London City tenha que ficar fechar entre as 13h do sábado e 12h30 do domingo.

O pedido de aumento nas operações segue uma consulta pública de dez semanas sobre o projeto, que recebeu mais de 5.000 respostas.

Planos e Lar do Embraer

A administração do aeroporto havia originalmente apresentado propostas para uma extensão do horário de funcionamento aos sábados até as 22h, mas disse que as preocupações levantadas durante a consulta a levaram a ajustar os planos. Se aprovadas, as propostas também permitiriam três voos adicionais na primeira meia hora de operação, de segunda a sábado, entre 6h30 e 6h59.

O London City disse que, de acordo com os planos, não haveria aumento no número anual de voos permitidos, de 111.000, e nenhuma alteração no toque de recolher existente de oito horas à noite. O horário de operação aos domingos também permaneceria inalterado (das 12h30 às 22h), assim como o limite anual de partidas ou chegadas tardias de aeronaves nos últimos 30 minutos de operações (400 voos).

LAR DO EMBRAER – Outro ponto relevante é que o aeroporto é um dos principais “cartões de visita” da Embraer, sendo anterior até chamado “Lar do Embraer” por executivos da fabricante brasileira. Isso se deve ao fato das aeronaves da Embraer serem responsáveis por 70% a 85% (dependendo a temporada) de todas as operações no aeroporto, dizem os dados obrigados junto à plataforma da Cirium.

Investimento no Social

O aeroporto disse que iria mitigar o ruído e poluição do aumento dos voos, determinando que apenas “aeronaves mais limpas, silenciosas e de nova geração podem voar em horários estendidos” e criaria um novo Fundo Comunitário de £ 3,8 milhões em dez anos, a ser distribuído para boas causas locais.

A administração também planeja criar um Fundo de Transporte “que poderia ser usado para melhorar as conexões de ônibus entre o aeroporto e a Linha Elizabeth e melhorar as operações no período da manhã, beneficiando funcionários, passageiros e residentes locais”.

Espera-se que o London Borough of Newham inicie uma consulta pública de 30 dias sobre as propostas a partir de meados de janeiro. Se aprovados, os planos criariam quase 2.200 empregos em Londres até 2031, contribuindo com £702 milhões adicionais em valor bruto adicionado à economia de Londres.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Infraero informa que são falsas as acusações feitas por emissora de...

0
O conteúdo foi publicado em reposta à matéria “Instalação do terminal de cargas e concessão do aeroporto à Infraero divide opiniões”.