Airbus e Kawasaki se associam para trabalho conjunto em aeronaves movidas a hidrogênio

Imagem: Airbus

A Airbus e a Kawasaki Heavy Industries assinaram um Memorando de Entendimento (MoU) para trabalharem juntas na preparação do ecossistema alimentado por hidrogênio. O escopo incluirá diferentes aspectos da cadeia de fornecimento de hidrogênio, desde a produção de hidrogênio até sua entrega em aeroportos e transferência a bordo de aeronaves.

O memorando de entendimento foi assinado em uma cerimônia em Tóquio, com a presença de Stéphane Ginoux, chefe da região do norte da Ásia da Airbus e presidente da Airbus Japan, e Motohiko Nishimura, diretor executivo e vice-gerente geral da divisão de estratégia de hidrogênio da Kawasaki.

Por meio dessa iniciativa, a Airbus e a Kawasaki prepararão em conjunto um roteiro para enfrentar os desafios e definir um plano de defesa das necessidades da aviação movida a hidrogênio. Ambas as partes também serão pioneiras na implantação de uma infraestrutura de hidrogênio para a aviação, com foco particular no desenvolvimento de hubs de hidrogênio em aeroportos. 

“Estamos muito satisfeitos em trabalhar com a Kawasaki, fornecedora líder de hidrogênio do Japão. Essa parceria obviamente acelerará e promoverá os esforços do governo japonês para alcançar uma sociedade descarbonizada e neutra em carbono das operações gerais de aeronaves em 2050”, disse Stéphane Ginoux. “Acreditamos firmemente que o uso de hidrogênio – tanto em combustíveis sintéticos quanto como fonte primária de energia para aeronaves comerciais – tem o potencial de reduzir significativamente o impacto climático da aviação.”

“O hidrogênio é uma energia limpa que não emite CO2 quando usado e é adequado como combustível sustentável”, disse Motohiko Nishikura. “Nos especializamos no desenvolvimento de infraestrutura para liquefação, transporte, armazenamento e transporte para terminais de recebimento, contribuindo para a construção e ampliação de cadeias de suprimentos para o mercado de hidrogênio. Estamos confiantes de que nossa tecnologia conectará as áreas de produção e consumo de hidrogênio, criando uma nova estrada chamada Hydrogen Road”.

Cada parceiro aproveitará sua experiência para ajudar a definir as oportunidades potenciais que o hidrogênio oferece e apoiar a descarbonização do setor de aviação. 

A Airbus fornecerá características de aeronaves, uso de energia da frota e informações sobre aeronaves movidas a hidrogênio para operações terrestres. A Kawasaki fornecerá tecnologia nos vários elementos da cadeia de suprimentos enquanto cria cenários de implantação de infraestrutura para o fornecimento nos aeroportos.  

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Bateria pega fogo a bordo de 737 MAX, passageiros inalam fumaça...

0
A bateria externa de um aparelho eletrônico pegou fogo logo após a decolagem da aeronave e acabou ferindo alguns passageiros.