Airbus fecha junho com 69 aviões adicionados em sua carteira de encomendas

A fabricante europeia Airbus registrou mais um bom mês de vendas e fechou junho com saldo líquido positivo de 69 aviões encomendados, entre cancelamentos e novos pedidos.

Foto por Clément Alloing

A empresa revelou hoje, 8 de julho, o seu logbook (registro de encomendas pendentes) do fechamento do mês passado. A principal diferença está na encomenda da Qantas, que num pacote pegou o jato regional A220-300, o best-seller A321neo e o grande A350-1000 para seus voos ultralongos que irão ligar a Austrália a vários locais do mundo.

Outra compra relevante foi a do grupo IAG, que inclui British Airways e Iberia, com 5 jatos A320neo e um do modelo A321neo. O destaque final fica por um cliente não revelado que encomendou 7 jatos A350F cargueiros, porém, estes podem ser os aviões que a Etihad ou a Singapore assinaram acordo no início do ano e teriam acertado os detalhes agora, ou até mesmo um novo cliente.

De qualquer maneira é esperado que o nome seja revelado em menos de 10 dias durante o Farnborough International Airshow. Veja abaixo a lista de 78 novas vendas acumuladas:

  • A350-1000: 12 unidades para a Qantas
  • A350F: 7 jatos de cliente não revelado e 2 para a Silk Way West Airlines;
  • A330-900neo: 1 jato para a Delta;
  • A321neo: 1 jato para a IAG, 8 para a Pegasus Airlines e 20 para a Qantas;
  • A320neo: 5 jatos para o Grupo IAG;
  • A220-300: 20 unidades para a Qantas;
  • ACJ319neo (A319neo VIP): 1 jato para cliente privado;
  • ACJ220-100 (A220-100 VIP): 1 jato para cliente privado;

Já nos cancelamentos, chamou a atenção o A350. Veja o balanço dos 9 cancelamentos:

  • A321neo: Seis jatos (provavelmente da Qatar Airways);
  • A350-900: Duas unidades;
  • A350-100: Um jato da Qatar Airways recusado pela empresa aérea;

Até o momento, a Airbus acumula um saldo positivo de 259 encomendas no ano, considerando novos pedidos e subtraídos os cancelamentos.

Com Informações da Assessoria de Imprensa da Airbus

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Após pouso duro e 1 mês fora de serviço, Boeing 747...

0
Felizmente para a companhia aérea e para os que admiram os Boeings 747, o equipamento pôde ganhar os céus novamente.