Airbus firma parcerias na Alemanha buscando liderar a mobilidade aérea urbana

Concepção gráfica do eVTOL CityAirbus NextGen sobre a Alemanha – Imagem: Airbus

Para contribuir com o desenvolvimento da mobilidade aérea avançada, empresas líderes, universidades e instituições de pesquisa, bem como municípios, estão unindo forças na Alemanha sob a liderança da Airbus para formar a Iniciativa de Mobilidade Aérea (AMI).

Os membros da Iniciativa de Mobilidade Aérea incluem Airbus, Cidade de Ingolstadt, Deutsche Bahn, Deutsche Flugsicherung, Diehl Aerospace, Droniq, Aeroporto de Munique, Cruz Vermelha e Telekom.

Esta iniciativa, que conta com o apoio do Estado Livre da Baviera e da República Federal da Alemanha, dará início a uma série de projetos de pesquisa destinados a tornar realidade a mobilidade aérea urbana dentro e entre cidades.

Os projetos conjuntos estão centrados em três áreas principais: aeronaves elétricas de decolagem e pouso na vertical (eVTOL), serviços de gerenciamento de tráfego não tripulado (UTM) e a integração aeroporto & cidade, incluindo vertiportos.

“Em muitas partes do mundo, os eVTOLs oferecerão um serviço de mobilidade totalmente novo em um futuro próximo”, disse Markus May, chefe de operações para mobilidade aérea urbana da Airbus. “A Airbus e os parceiros da AMI estão cientes de que a introdução de tal sistema requer a cooperação de muitos players com diferentes competências. Nosso objetivo é construir um serviço de transporte que beneficie a sociedade e é isso que estamos estabelecendo aqui na Baviera.”

Numa primeira fase, os parceiros da AMI irão abordar os pré-requisitos tecnológicos, infraestruturais, legais e sociais para a futura implementação do transporte aéreo avançado. Posteriormente, o conhecimento adquirido será realizado através de um projeto de demonstração em condições reais com eVTOLs.

A Airbus está liderando o fluxo de veículos junto com a Diehl Aerospace, a Universidade de Stuttgart e outros parceiros. As atividades da UTM tratarão do voo seguro e eficiente de veículos em suas rotas dentro e fora das cidades. Esta área está sendo avançada em conjunto com Droniq, Airbus, f.u.n.k.e. Avionics, SkyFive, BrigkAir, DFS, Telekom, Universidades de Munique e Hamburgo e outros parceiros.

Através das atividades de vertiportos, a AMI irá trabalhar nos locais de decolagem e aterrissagem das aeronaves, bem como na sua integração em aeroportos e cidades. O Aeroporto de Munique, Deutsche Bahn, Bauhaus Luftfahrt, Airport Nürnberg, Universidades de Ingolstadt e Munique são responsáveis ​​por este tópico.

O trabalho nos projetos individuais da AMI começou em janeiro de 2022. Os voos de teste do projeto de demonstração serão realizados na região ao redor de Ingolstadt.

A iniciativa é financiada com um total de € 17 milhões do Estado Livre da Baviera e € 24 milhões do Governo Federal. Juntamente com os fundos próprios da indústria, isto resulta numa atividade total de 86 milhões de euros num período de três anos.

Informações da Airbus

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias