Airbus prevê demanda de notáveis 39 mil novos aviões comerciais até 2040

Airbus A320neo

A Airbus anuncia hoje (13) que prevê, nos próximos 20 anos, que a demanda por transporte aéreo mude progressivamente da característica de aumento da frota para a de substituição acelerada de aeronaves mais antigas e menos econômicas, resultando na necessidade de cerca de 39.000 aeronaves de passageiros e cargueiros recém-construídas, 15.250 dessas para substituição.

Como consequência, em 2040 a grande maioria das aeronaves comerciais em operação será de última geração, acima do valor de cerca de 13% atualmente, melhorando consideravelmente a eficiência de emissão de CO2 das frotas de aeronaves comerciais do mundo. Os benefícios econômicos da aviação vão além do setor, contribuindo com cerca de 4% para o PIB global anual e sustentando cerca de 90 milhões de empregos em todo o mundo.

Embora tenha perdido quase dois anos de crescimento durante o período da COVID-19, o tráfego de passageiros demonstrou sua resiliência e deve se reconectar a um crescimento anual de 3,9% ao ano, impulsionado pela expansão das economias e do comércio em todo o mundo, incluindo o turismo.

As classes médias, que têm maior probabilidade de voar, crescerão em dois bilhões de pessoas, atingindo 63% da população mundial. O crescimento mais rápido do tráfego ocorrerá na Ásia, com a China doméstica se tornando o maior mercado.

Veja no infográfico a seguir a quantidade de aviões por cada região do planeta, divididos entre os de porte pequeno (small), médio (medium) e grande (large):

A demanda por novas aeronaves incluirá cerca de 29.700 aeronaves de pequeno porte, como as famílias A220 e A320, e cerca de 5.300 na categoria de aeronaves médias, como o A321XLR e o A330neo. No segmento de grande porte, coberto pelo A350, espera-se uma necessidade de cerca de 4.000 entregas até 2040.

A procura pelo transporte aéreo de cargas, impulsionada pelo e-commerce, tem um crescimento esperado do frete expresso de 4,7% ao ano e um crescimento da carga em geral (representando cerca de 75% do mercado) de 2,7%. No geral, nos próximos 20 anos, serão necessários 2.440 cargueiros, dos quais 880 serão novos de fábrica.

Operações

Em linha com o crescimento, as operações de aeronaves cada vez mais eficientes globalmente aumentam a necessidade de serviços de aviação comercial – incluindo manutenção, treinamento, atualizações, operações de voo, desmontagem e reciclagem.

Este crescimento está no caminho certo nos níveis de previsão pré-pandemia da Airbus, atingindo um valor cumulativo de cerca de US$ 4,8 trilhões nos próximos 20 anos.

Serviços

Enquanto continua afetado por um decréscimo de cerca de 20% no período 2020-2025 relacionado à COVID, o mercado de serviços está se recuperando, gerando a necessidade de mais de 550.000 novos pilotos e mais de 710.000 técnicos altamente qualificados nos próximos 20 anos.

Embora a manutenção continue sendo o principal segmento de serviços, espera-se que as operações de voo, de solo e serviços sustentáveis ​​cresçam significativamente.

“À medida que as economias e o transporte aéreo amadurecem, vemos a demanda cada vez mais impulsionada pela substituição ao invés do crescimento. A substituição de aviões é o motor mais significativo da atualidade para a descarbonização. O mundo espera voos mais sustentáveis ​​e isso será possível no curto prazo com a introdução da maioria dos aviões modernos”, disse Christian Scherer, Diretor Comercial e Diretor da Airbus International.

“Equipar essas aeronaves novas e eficientes com Combustíveis de Aviação Sustentáveis ​​(SAF) é a próxima grande alavanca. Temos orgulho de que todas as nossas aeronaves – Famílias A220, A320neo, A330neo e A350 – já estão certificadas para voar com uma mistura de 50% SAF, definido para aumentar para 100% até 2030, antes de fazer do ZEROe nossa próxima realidade a partir de 2035”, complementa o Diretor.

Informações da Airbus

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Mais 8 aviões puderam decolar do Aeroporto Salgado Filho, de Porto...

0
Controladores de tráfego aéreo se deslocaram para apoiar as decolagens de mais oito aeronaves de pequeno porte que estavam retidas.