Início Aviação Militar

Americanos pintam caça do novo Top Gun com as cores da China a fim de treinar pilotos

Logo após a sequência de Top Gun chegar aos cinemas, os Estados Unidos colocaram em voo o principal caça do filme, do modelo F-18, mas com uma pintura chinesa. A foto, que circula em redes sociais (abaixo), causou muita reação.

O caça F-18 Super Hornet é o mais utilizado pela Marinha dos EUA (US Navy) atualmente, sendo o substituto do F-14 Tomcat, que foi o foco do primeiro filme estrelado por Tom Cruise. Ambos os longas, de 1986 e de 2022, retratam a rotina da Escola Top Gun, que prepara aviadores de caça para combates aéreos e refletem um pouco da rotina real dos combatentes.

Como parte dos treinamentos, existem os trabalhos dos chamados “Esquadrões Agressores”, que simulam “ataques” aos pilotos da Marinha e dos Fuzileiros, e os treinam em técnicas utilizadas pelo inimigo.

Estes esquadrões, que também existem na Força Aérea dos EUA, surgiram na Guerra Fria como uma maneira de treinar os pilotos para combater aviões com aparência e performance diferentes, imitando os soviéticos. Com o fim da União Soviética, o programa se manteve, mas hoje é mais voltado a outras ameaças ao poder americano, principalmente vindas da China.

E, por causa disso, um caça Boeing F/A-18E Super Hornet foi pintado numa cor muito parecida com o russo Sukhoi Su-30 operado pela marinha chinesa.

O avião com inscrições e pintura da China foi avistado na Estação Aeronaval de Oceana, no estado da Virgínia, e está sendo operado pelo Esquadrão VFC-12, um dos quatro que serve de adversário a outros pilotos navais dos EUA.

Su-30 chinês © Dmitriy Pichugin

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile