Início Variedades

Antonov An-124 ucraniano chama a atenção no radar ao fazer voo com código da OTAN

Foto: Antonov Company

Na manhã desta terça-feira, 1 de março, o voo de um An-124 da Antonov Airlines chamou a atenção nas plataformas de monitoramento por usar um número de voo da OTAN. Em meio ao cenário atual, as redes sociais foram rápidas em criar teorias sobre o tal voo, num momento em que a Ucrânia está em guerra com a Rússia e ainda não faz parte do acordo militar.

Com código de voo OAN-1002 (usado pela OTAN), a aeronave decolou de Istres, na França, e pousou em Bucareste, na Romênia, quatro horas depois, como mostra o histórico do RadarBox, abaixo. No entanto, o voo não teve nada de anormal e pode nem ter relação com a questão ucraniana atual.

As missões da OTAN nem sempre são reveladas publicamente, como foi o caso desta, portanto, não é possível afirmar qual era a carga. De qualquer maneira, não é raro ver aeronaves da Antonov Airlines operando para a aliança militar.

Em novembro do ano passado, o AEROIN repercutiu a notícia de que a empresa ucraniana, especializada em grandes cargas, havia renovado seu contrato com a Agência de Aquisições e Apoio da OTAN (NATO Support and Procurement Agency – NSPA) relativo ao uso dos aviões AN-124-100 Ruslans no programa Solução Estratégica de Transporte Aéreo Internacional (Strategic Airlift International Solution – SALIS).

O objetivo era dar continuidade ao serviço de transporte de cargas de grande volume ou grande peso concentrado. A Ucrânia e a OTAN têm cooperado no âmbito do programa SALIS durante quase 16 anos, desde janeiro de 2006. Durante este período, a Antonov Company forneceu transporte aéreo estratégico no interesse da OTAN e da União Europeia (UE).

Dois AN-124-100 estão constantemente à disposição do contrato, e aviões adicionais são fornecidos mediante solicitação. Os lendários AN-22 Antei (maior avião turboélice do mundo) e AN-225 Mriya (maior avião do mundo) também eram usados ​​para realizar algumas missões pelo programa.

O prazo do contrato padrão era estendido de tempos em tempos por dois ou três anos. Durante uma cooperação frutífera de longo prazo, os países da OTAN e da UE certificaram-se de que a Antonov Company tem sido um parceiro altamente qualificado e confiável. Assim, após negociações, pela primeira vez, o contrato foi assinado por cinco anos.

Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.