Após 1 ano e meio parada, maior cliente do Embraer E2 volta aos céus

A maior cliente da última geração de jatos brasileiros Embraer saiu da hibernação e voltou às operações após um ano e meio parada.

Divulgação: Embraer

A empresa canadense Porter sempre se baseou em voos domésticos e internacionais de curta duração utilizando turboélices De Havilland Canada Dash 8-400 (Q400/DHC-8-400), mas sofreu com a pandemia e decidiu entrar em uma espécie de hibernação. Desde março de 2020, a empresa não voava mais, sendo uma das poucas que parou totalmente para retomar atividades tanto tempo depois.

Essa empresa é a mesma que, recentemente, fez uma mega encomenda à Embraer, a maior já registrada até hoje para o modelo E2, superando a da brasileira Azul.

Divulgação – Porter Airlines

A empresa voltou a voar ontem (8) do Aeroporto Bishop, em Toronto, com seus turboélices, para Montreal, Ottawa e Thunder Bay. Nos próximos 10 dias outras cidades canadenses irão retornar à programação e os voos para os EUA serão retomados no dia 17 de setembro. Por fim, todas as rotas regulares pré-pandemia estarão disponíveis a partir do dia 6 de outubro.

Com o avanço da vacinação no Canadá, que está aberto para brasileiros vacinados, foi possível retomar as operações da Porter de forma robusta. No ano que vem, a empresa começa a receber os jatos Embraer E195-E2, que permitirão voos para toda a América do Norte sem escalas saindo do Aeroporto Pearson, em Toronto.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Porter Airlines

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias