Após animais impedirem 4 tentativas de pouso, voo de avião Caravan acaba em acidente

Imagem: JACDEC

Um avião comercial acidentou-se na tarde do último sábado, 31 de dezembro, depois que os pilotos não puderam completar quatro tentativas de pouso devido a animais na pista.

As imagens e vídeos da área da ocorrência mostram que a aeronave envolvida é o Cessna C208B Grand Caravan registrado sob a matrícula 5X-GBR, da companhia aérea BAR Aviation.

Imagem: JACDEC
Imagem: JACDEC

Segundo reportou o NilePost, testemunhas oculares informaram sobre a situação dos animais na pista, que levou ao acidente ocorrido no campo de pouso de Mweya, no Queen Elizabeth Park, em Uganda.

O avião da companhia BAR Aviation, baseada em Uganda, tentou pousar na pista pelo menos quatro vezes, mas, em todas as ocasiões, foi impedido por alguns animais, obrigando os pilotos a arremeterem e tentar novamente.

Na quinta tentativa, no entanto, o avião colidiu com uma construção em um bairro que fica logo após o final da pista.

Imagem: JACDEC

Em comunicado, a empresa de aviação afirmou que todas as pessoas a bordo sobreviveram:

“A Gerência da BAR Aviation informa o público que um de seus aviões teve um acidente na pista quando pouso no campo de pouso Queen Elizabeth National Park (Mweya) no sábado, 31 de dezembro, por volta das 13h15. Todos os passageiros e tripulantes estão seguros. Não houve mortes.

As operações de voo continuam normalmente enquanto a equipe de investigação e a Autoridade de Aviação continuam a investigar a causa. O relatório e o caminho a ser seguido serão comunicados no devido momento.

A BAR Aviation é comprometida em manter os padrões de segurança e deseja a você um feliz e próspero Ano Novo.”

Segundo descreve em seu site, a BAR Aviation tem uma frota composta pelos modelos Beechcraft 1900D, Pilatus PC-12, Cessna C208B Grand Caravan, Cessna 172, Challenger 604 e Hercules L100-30, além de alguns modelos de helicópteros.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Bateria pega fogo a bordo de 737 MAX, passageiros inalam fumaça...

0
A bateria externa de um aparelho eletrônico pegou fogo logo após a decolagem da aeronave e acabou ferindo alguns passageiros.