Início Empresas Aéreas

Após calote no BNDES, Montenegro patina em questão de jato Embraer sem voar há 2 anos

Foto: Montenegro Airlines

A companhia estatal montenegrina Montenegro Airlines segue patinando para resolver as pendências do avião Embraer E190 LR chamado de “Charlie” (em referência à sua matrícula 4O-AOC). A aeronave está estacionada em Podgorica, capital do seu país, desde 25 de dezembro de 2020, sem voar, enquanto o governo tenta resolver a questão orçamentária para pagar o leasing do avião, em contrato com o brasileiro BNDES.

O governo local informou ao portal montenegrino CdM que representantes do banco estatal brasileiro estão pendentes de enviar a estimativa de custos para o avião. Uma parcela de US$ 5,4 milhões venceu no início deste ano, sem que Montenegro tivesse uma linha orçamentária para pagá-la. Além disso, também não havia sido alocado dinheiro para bancar uma manutenção pesada na aeronave, a fim de torná-la aeronavegável de novo.

“Depois de recebermos seu relatório [do BNDES] e estimativa, o ministério consultará o Ministério das Finanças e informará o governo sobre as possibilidades e os próximos passos sobre esse assunto”, disse o ministério dirigido por Ervin Ibrahimovic em um comunicado para o CdM.

A situação do avião “Charlie” é incerta. Autoridades brasileiras visitaram Montenegro em setembro para discutir a propriedade do avião. À época, estiveram em Podgorica representantes do BNDES e da Embraer. Em seguida, representantes do Ministério de Investimentos de Capital de Montenegro se reuniram com autoridades do governo do Brasil para tentar encontrar a solução para “Charlie” em uma comunicação direta.

Como ambas as partes sublinharam, a sua intenção era considerar os modelos potenciais para resolver esta questão, a fim de proteger os interesses de ambos os governos da melhor forma possível. Ainda não há um desfecho publicamente conhecido desse caso.

Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.