Início Acidentes e Incidentes

Após estrondos em voo, raro Jumbo do modelo -200 é visto com motor emitindo chamas

Boeing 747-200B da Aerostan envolvido no incidente – Imagem: Kevin Chung, CC BY-NC-ND 2.0, via Flickr

Um dos poucos Boeings 747 do modelo -200 ainda em operação no mundo sofreu um incidente nesta semana e precisou ser direcionado para o aeroporto de onde decolou, devido a problemas em um dos quatro motores.

O incidente ocorreu com o Jumbo de matrícula EX-47001, pertencente à empresa aérea cargueira quirguiz Aerostan. O jato cumpria o voo KW-4053 de Macau, na China, para Bishkek, no Quirguistão, na última quarta-feira (23).

Conforme relata para o The Aviation Herald, durante a subida inicial da aeronave, após partir da pista 16 do Aeroporto Internacional de Macau, o motor nº 2 (interno do lado esquerdo) começou a emitir estrondos e labaredas.

Embora não haja confirmação sobre qual foi o problema, essa situação de estrondos e labaredas é normalmente resultado de estol da seção de compressor do motor, quando há uma grande mudança na circulação interna do ar que pode ser causada por diversos fatores, desde uma ingestão de algum objeto até uma falha de funcionamento do próprio propulsor.

Os pilotos interromperam a subida em 10 mil pés (cerca de 3,05 km) de altitude, desligaram o referido motor e solicitaram o regresso para o aeroporto de origem. O pouso ocorreu sem mais intercorrências, cerca de 40 minutos após a partida.

Abaixo é possível observar o jato já no solo, com o motor #2 emitindo chamas. Não há informações sobre intervenção dos serviços de emergência, após a chegada do Jumbo.

Imagem: The Aviation Herald
Trajetória da aeronave envolvida no incidente – Imagem: FlightRadar24

O Departamento de Aviação Civil de Macau informou que, após tomadas as providências e precauções de acordo com os manuais de operação, seria aprovado um despacho vazio do jato em três motores, ou seja, um voo de translado para um local de manutenção.

A aeronave permaneceu, então, no solo em Macau por cerca de 32,5 horas, e posteriormente partiu para o Quirguistão, atingindo um teto máximo de 27.600 pés (cerca de 8,41 km) atitude.

Leia mais: