Início Empresas Aéreas

Após greve de pilotos, tradicional aérea SAS faz pedido de Recuperação Judicial nos EUA

Em um movimento inesperado, a companhia aérea escandinava SAS decidiu entrar com pedido de reorganização nos EUA, sob o Capítulo 11 da Lei de Falências Americana.

Foto por Clément Alloing

A decisão foi anunciada na manhã desta terça-feira (5) pela empresa que tem bases na Suécia, Noruega e Dinamarca. A companhia nórdica, que é listada na Bolsa de Nova Iorque, pediu entrar no chamado Chapter 11, que permite proteção financeira enquanto se reestrutura. Várias empresas aéreas estrangeiras que têm suas ações negociadas nos EUA já fizeram isso num passado recente, dentre elas a LATAM, AeroMexico e a Avianca.

Segundo a SAS, o propósito do pedido é “avançar na transformação do plano de aceleração da empresa, que envolve negociações complexas com várias partes, enquanto procura utilizar uma ou mais ferramentas do processo de RJ para ajudar na resolução de problemas financeiros“.

A medida vem um dia após uma greve de pilotos ser confirmada pela própria SAS, após deliberação do sindicato local. A empresa declarou que “fazer uma greve neste ponto é devastador e coloca o futuro da empresa e do emprego dos colegas em risco. Estimamos que em torno de 50% dos voos programados seja impactados, se traduzindo em 30 mil passageiros afetados por dia”.

Durante o Chapter 11, os credores ficam impedidos executarem dívidas passadas às da solicitação de Recuperação Judicial, assim como tomar bens e ter outras medidas legais. Um administrador judicial deverá ser designado para acompanhar as decisões e o plano de reestruturação da companhia, que ainda será apresentado.

A empresa disse que nenhum passageiro será afetado, e que qualquer cancelamento ou atraso de voos é consequência de motivos operacionais, meteorológicos ou pela greve dos pilotos.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile