Após os problemas recentes em aeroportos, SNA lança campanha contra agressão aos aeroviários

Passageiro que destruiu balcão da GOL Linhas Aéreas recentemente

Os últimos casos de violência contra profissionais de check-in de empresas aéreas nos aeroportos, divulgados nas redes sociais, chamou a atenção do Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) para a necessidade da criação de comissão que garanta a qualidade de trabalho da categoria.

Por isso, o Sindicato informa que neste mês de dezembro lançando a CAMPANHA CONTRA AGRESSÃO AOS AEROVIÁRIOS.

A intenção é convocar empresas aéreas e administradoras aeroportuárias para debater o que pode ser feito para preservar profissionais de todas as funções de possíveis agressões, físicas e verbais, sofridas por parte do público usuário. E caso ocorram, que esses trabalhadores recebam o devido suporte dos empregadores.

Relatos sobre agressão aos aeroviários

A dirigente do SNA de Florianópolis (SC), Viviane Mallmann, que atua como agente de check-in, relata casos de agressões físicas e verbais sofridas por parte dos clientes:

“Há registros em BO na polícia civil de absurdos, como xingamentos do tipo burra, nojenta, incompetente, vagabunda. Temos casos de socos no acrílico protetor, tapas no rosto, cuspe direcionado ao atendente, álcool em gel esguichado no rosto. Profissionais passam por situações imagináveis”, conta.

Segunda ela, as situações de constrangimento não ocorrem apenas por parte dos clientes. As empresas, que deveriam dar o devido apoio, com frequência desestabilizam profissionais com assédio moral, em que parte da liderança se dirige de forma ríspida aos subordinados, perante os passageiros.

“Como somos a linha de frente da empresa com o cliente, deveríamos ser tratados de forma mais acolhedora por parte da gestão. Acredito que um bom começo seria receber melhor orientação em situações de atraso e cancelamento de voos, ter maior autonomia na solução de problemas, além de apoio e acolhimento psicológico nos casos de agressões físicas ou verbais”, declara Viviane. Salários que compensem o estresse diário também fazem parte da reivindicação.

O SNA vai acionar empresas e administradoras para iniciar debate sobre os rumos que devem ser tomados para preservação dos profissionais da aviação civil, e informa que manterá a categoria informada sobre o andamento.

Informações do Sindicato Nacional dos Aeroviários

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Acionistas da Latam aprovam plano de reorganização em novo passo rumo...

0
Acionistas da Latam Airlines concordaram com a aprovação do plano de reorganização da empresa na terça-feira (5), dando continuidade