Após ser vendida, aérea australiana que voa jatos Embraer na mineração muda de nome

Conhecida por prestar serviço para a indústria de mineração australiana, a empresa aérea Cobham Aviation confirmou que está voltando a se chamar National Jet Express (NJE) após ter sido comprada por outra companha de operação similar, a REX – Regional Express. O nome NJE era usado pela empresa até 2009, antes de virar Cobham.

Com a aquisição, a Rex passou a contar com seis jatos Embraer E190 e oito DHC-8-Q400, que foram somados à sua frota de sete Boeing 737 e 58 turboélices Saab 340. Essa frota deverá ser ampliada em 2023 com mais dois DHC-8 e dois Boeing 737-800. Ainda não há informação sobre o futuro dos aviões Embraer, mas eles desempenhavam um importante papel para a Cobham, em seus fretamentos.

A Cobham atuava em dois mercados distintos, mas lucrativos. Um deles realizava vooc de vigilância para o governo australiano, enquanto o outro fazer fretamentos para empresas, principalmente do setor de mineração, transportando operários entre as cidades e as minas.

Caso os aviões Embraer sigam com a Rex, eles certamente devem perder a marca da Cobham em algum momento nos próximos meses.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Aeronaves de registro argentino passam a ser atendidas pela manutenção da...

0
Segundo a Líder, os próprios fabricantes identificaram a necessidade de um centro de serviço de manutenção com certificação ANAC Argentina.