Após volta da Esquadrilha da Fumaça no interior de SP, próximos voos serão em SC e RS

Imagem: Aspirante Rogério Sousa / EDA

Conforme acompanhamos no início desta semana, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) da Força Aérea Brasileira (FAB), popularmente conhecido como Esquadrilha da Fumaça, retornou às suas atividades, após dois anos sem apresentações oficialmente agendadas.

Antes, o mês de fevereiro contou com um intenso trabalho da equipe: voos de treinamento, manutenção das aeronaves e procedimentos administrativos, tudo para que estivessem prontos para a retomada da agenda de voos.

“Retornar às atividades é imprescindível para um esquadrão de demonstração aérea. Desde o fim de janeiro, a equipe tem trabalhado com empenho para estar pronta para esse momento”, afirma o Tenente-Coronel Daniel Garcia Pereira, comandante do Esquadrão.

A Esquadrilha da Fumaça se apresentou no interior de São Paulo, entre os dias 7 e 9 de março, nas cidades de Cabreúva, Tietê e Capela do Alto. As demonstrações aéreas registram o retorno da Fumaça após dois anos sem se apresentar ao público com divulgação prévia, por conta das restrições causadas pela pandemia. Ao todo, cerca de quatro mil pessoas prestigiaram as acrobacias realizadas nos céus pelos pilotos “fumaceiros”.

As três cidades solicitaram as apresentações, com antecedência, ao Centro de Comunicação Social da Aeronáutica – CECOMSAER, por conta do mês de aniversário das cidades e também pelo Dia Internacional das Mulheres, comemorado na terça-feira, dia 8 de março.

O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), órgão responsável pela alocação de meios aéreos para um cumprimento das missões da FAB, apoiou a Esquadrilha da Fumaça ao colocar uma aeronave C-95 Bandeirante e sua tripulação à disposição para o transporte logístico da equipe de apoio e material aeronáutico.

Foram três dias intensos para toda a equipe que acompanha a Esquadrilha e, de acordo com o Tenente-Coronel Daniel Garcia Pereira, comandante do EDA, “foi um privilégio muito grande realizar essas demonstrações nas três cidades próximas a Sorocaba, no interior de São Paulo. Tivemos um público diversificado de crianças, jovens e idosos prestigiando as apresentações e vibrando junto com a gente a cada manobra”.

Já estão previstas novas demonstrações em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, porém ainda sem agenda publicada no site da Esquadrilha, além do Chile, durante a Feria Internacional del Aire y del Espacio (FIDAE).

Em 2022, a Esquadrilha da Fumaça completa 70 anos de história, sendo uma das esquadrilhas mais antigas e respeitadas do mundo. No Brasil, o Esquadrão é uma das principais ferramentas de comunicação social, sendo um importante elo entre as instituições militares e a população civil. Fora do País, também é um instrumento de diplomacia com as Forças Armadas de países vizinhos e amigos.

As agendas da Esquadrilha da Fumaça são divulgadas mensalmente ou a cada dois meses, sendo necessária a solicitação formal com a antecedência mínima de quatro meses ao CECOMSAER. Todos os custos de material, logística e pessoal são cobertos pelo Comando da Aeronáutica.

Informações da Seção de Comunicação Social da Esquadrilha da Fumaça

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Azul implanta projeto APU Zero em Confins para não usar ‘terceiro...

0
A companhia aérea Azul implantou na segunda-feira (15), no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Minas Gerais