Autuada por não atender passageiros remotamente, Azul pagará multa diária até resolver

Airbus A320 neo da Azul Linhas Aéreas

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Defesa do Cidadão e do Procon Municipal, notificou a empresa aérea Azul, na última quinta-feira (13), por não atender clientes pelos canais de atendimento remoto.

Dessa forma, os consumidores que compraram passagens e precisavam reagendar uma viagem por conta da Covid-19, por exemplo, precisariam ir até o guichê da empresa no Aeroporto Internacional de Florianópolis para serem atendidos, contribuindo para gerar aglomerações.

A empresa terá que pagar multa diária de três mil reais até se adequar ao Código de Defesa do Consumidor. A ação foi realizada após várias denúncias de consumidores que tentaram contatar a empresa, porém, sem sucesso.

“Neste momento de aumento dos casos de Covid-19, muitas pessoas estão buscando reagendar viagens. A empresa notificada não atende aos contatos telefônicos ou eletrônicos, sendo assim muitas pessoas estão tendo que recorrer ao atendimento presencial no aeroporto, como nos foi relatado, gerando aglomerações num momento em que lutamos fortemente contra o vírus”, afirma o secretário Municipal de Defesa do Cidadão, Eradio Manoel Gonçalves.

A multa diária de três mil reais continuará sendo aplicada pelo Procon até que a empresa apresente atendimento ao consumidor de acordo com o que é previsto em lei.

Informações da Prefeitura de Florianópolis

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Balão cai no pátio e se incendeia ao lado de um...

0
O balão caiu no aeroporto por volta das 6h15 da tarde do último domingo, muito próximo do avião que estava no terminal aéreo.