Avião Airbus A320 furado por balas voa novamente após oito anos

Foto de Gordon Zammit, GFDL 1.2, via Wikimedia

Com um ambiente político altamente instável, a aviação líbia enfrenta enormes desafios. De tempos em tempos, notícias surgem envolvendo aeronaves danificadas ou mesmo destruídas nos aeroportos locais, como resultado de um conflito interno que já dura mais de uma década. Num desses casos, registrado oito anos atrás, um grupo invadiu o aeroporto da capital, Trípoli, e causou grande destruição.

Conhecida como a Batalha do Aeroporto de Trípoli, o evento que ocorreu durante a Segunda Guerra Civil da Líbia, quando milícias islâmicas tentaram tomar o aeroporto da capital, além de impetrar um golpe de estado e tomar o poder e controle do país. A batalha terminou em agosto de 2014 com a captura do Aeroporto e sua destruição, bem como da maioria dos aviões estacionados.

Na ocasião, o Airbus A320 da Libya Airlines, de matrícula 5A-LAH, foi pego na linha de fogo e danificado por muitos tiros. Esse não foi um caso isolado, já que outros semelhantes ocorreram novamente em 2018 e 2020, por exemplo, no aeroporto de Mitiga, na capital, em que as aeronaves foram severamente danificadas por tiros.

A foto abaixo mostra o 5A-LAH sendo atendido numa das etapas da manutenção.

Desse episódio, poucos aviões restaram em condições de voo, mas o 5A-LAH teve uma boa sorte. Apesar dos vários buracos de bala na fuselagem traseira, foram feitos remendos e o jato acabou transferido para Túnis, na Tunísia, sendo então armazenado. Até que agora, depois anos de incertezas, a Libya Airlines informou que o consertou lá, de acordo com o jornal The Libya Observer

Então, oito anos após a Batalha do Aeroporto de Trípoli, na sexta-feira, dia 20 de maio, o Airbus A320 com matrícula 5A-LAH completou um voo de teste que assegurou o breve retorno da aeronave (semelhante à da foto acima) aos voos comerciais.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Lendário avião Albatross de 1949 segue em manutenção em Campinas; previsão...

0
Em meados do ano passado, o AEROIN informou com exclusividade sobre a aprovação que a equipe da empresa de táxi aéreo Helisul obteve