Avião Boeing 737 americano que caça submarinos pousou hoje no Rio de Janeiro

Um dos poucos aviões da Marinha Americana que não consegue pousar em porta-aviões, um Boeing 737 militar, está de volta ao Rio de Janeiro.

Divulgação – US Navy

Batizado de P-8 Poseidon, em referência ao Deus dos Mares na Mitologia Grega, este jato militar só tem cara de civil, mas costuma voar bastante armado. O jato é basicamente um 737-800 com as asas do 737-900ER e uma ponta de asa similar ao 767-400ER. Essa mistura serve para aumentar a área da asa da aeronave, permitindo levar mais combustível e aumentar seu tempo de voo, algo essencial para a sua missão: caçar submarinos.

O P-8 é o substituto do lendário P-3 Orion, feito a partir do Lockheed Electra, que foi operado no Brasil pela Varig (a versão civil) e ainda hoje voa na Força Aérea Brasileira. Estas aeronaves militares são feitas para patrulha marítima, sendo capazes de caçar e afundar submarinos inimigos, assim como embarcação de superfície.

Ele pode ser equipado com mísseis anti-navio, torpedos, minas e sonoboias, um kit completo para caçar no mar. A asa maior também permite lançar mísseis AGM-84 Harpoon como os caças e aviões de ataque fazem.

Eis que hoje, 7 de setembro, um destes aviões está no Rio de Janeiro para participar do Exercício UNITAS 2022, que reúne marinha de vários países. A aeronave entrou no Brasil por Belém, onde fez uma parada para reabastecimento antes de ir para o Rio, Sua passagem pelo Pará foi capturada no vídeo abaixo.

O avião, no momento, já se encontra no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, onde permanecerá baseado até o fim dos exercícios coordenados pela Marinha do Brasil. O P-8 já esteve algumas vezes no Rio para realizar exercícios e também quando fez escala para ir até a Argentina ajudar nas buscas do submarino ARA San Juan, que naufragou, vitimando 44 tripulantes em 2017.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias