Avião Boeing 757 de Donald Trump volta aos céus após anos parado

Um dos mais famosos jatos executivos do mundo, o Boeing 757 de Donald Trump, ex-presidente americano, voltou a voar.

Foto de Tomás del Coro

O jato do empresário é um dos mais famosos ícones de sua riqueza, mas não voava regularmente desde que ele assumiu sua cadeira na Casa Branca, em 2016. Naquele momento, e alegadamente contra a sua própria vontade, ele passou a viajar nos aviões oficiais da Força Aérea Americana (USAF), equipados com sistemas de proteção e defesa.

Agora, chegou a hora de Trump voltar para seu jato. De matrícula N757AF, seu 757-200 foi fabricado em 1991 e voou comercialmente por uma empresa da Dinamarca e outra do México, antes de voltar para os EUA e iniciar seu serviço como jato executivo do empresário.

Logo após a sua saída conturbada da Casa Branca, o jato de Trump continuou parado, supostamente à espera de um motor novo, que nunca chegava. Vários meses depois, finalmente, o jato retornou aos ares, voando do Tennessee para a Louisiana, como mostra uma página do Twitter que acompanha a frota do empresário:

Não há informações até o momento se Trump estava a bordo deste voo e qual será o futuro da aeronave. Os próximos voos poderão dar mais pistas sobre o emprego da aeronave nessa nova fase pós-Casa Branca de Trump.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Aviões Embraer Legacy 500 de empresa europeia serão os primeiros a...

0
A Embraer anunciou hoje que a Flexjet é a primeira cliente do Legacy 500 no mundo a instalar a Banda Ka, que oferece conexão rápida