Avião da Azul tem código de sequestro acionado e gera mobilização em Salvador

Um acionamento errôneo do código de sequestro de aviões causou confusão num voo da Azul e o fechamento parcial de um aeroporto nesta sexta-feira, 28 de janeiro.

O voo Azul 4141 de Campinas para Salvador foi feito sem problemas, porém, em um momento do voo (ainda não informado) o código de transponder da aeronave foi trocado de 4030 para o 7500.

Este código 7500 é acionado apenas quando o avião está com interferência ilícita, ou seja, um sequestro a bordo, ameaça externa ou algo que coloque o controle da aeronave nas mãos de terceiros.

O transponder é um equipamento que serve para identificar as aeronaves na tela do radar do controlador de tráfego aéreo, e cada voo tem um código único designado pelo controlador. Quando o 7500 é acionado, o protocolo relacionado ao código é colocado em prática, mesmo sem qualquer informação fornecida pelos pilotos, pois não é possível saber se eles estão ou não sendo coagidos.

Histórico do voo mostra o Transponder com código 4030 – RadarBox

Com isso, ao pousar em Salvador, a aeronave foi acompanhada pela Polícia Federal e ficou parada na pista em torno de duas horas, levando ao surgimento de teorias de que o voo fora de fato sequestrado.

Enquanto a aeronave era inspecionada pela PF, os aviões que saíram de Salvador utilizaram a pista auxiliar para poderem decolar. No final não passou de um problema operacional e o voo não fora sequestrado, conforme esclarece a nota da Azul enviada ao AEROIN:

“A Azul esclarece que, por uma falha operacional, o código que indica apropriação ilícita da aeronave foi acionado durante um voo que seguia de Campinas para Salvador na noite de hoje (28). Após o pouso, o avião foi submetido a um protocolo de segurança da companhia e do Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA), que não identificou riscos para a segurança do voo. A companhia lamenta eventuais aborrecimentos causados a bordo e destaca que ações como essa necessárias para garantir a segurança de suas operações.”

A aeronave já foi liberada e os passageiros foram desembarcados. O aeroporto de Salvador já está operando pela pista principal no momento da publicação desta matéria. Não foi esclarecido o que teria causado a troca não intencional do código de 4030 para 7500.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

O avião criado para jamais ser usado, mas que está de...

0
Recentemente, no dia 28 de julho de 2022, pousou na Base Aérea de Brasília o Boeing E-4B Nightwatch, uma variante do versátil Boeing 747