Início Acidentes e Incidentes Avião da Latam bate em ave, fica com as palhetas tortas e...

Avião da Latam bate em ave, fica com as palhetas tortas e pilotos abortam decolagem

Um jato Airbus da LATAM Brasil acabou ficando danificando após colidir com um pássaro durante a decolagem, levando ao seu abortamento.

© Sky KoreSCL

O avião em questão foi um Airbus A321 de matrícula PT-XPM, que iria decolar para cumprir o voo LA-3533, de Curitiba para Brasília, mas acabou atingindo um pássaro durante a aceleração para alçar voo. Segundo dados da plataforma FlightRadar24, o Airbus chegou a atingir 96 nós (177 km/h) de velocidade em relação ao solo, quando a tripulação abortou a decolagem e freou para parar.

Um vídeo que circula nas redes sociais, gravado por um passageiro, mostra a aceleração da aeronave até o momento do impacto, o forte barulho e vibração, e depois é possível ver algumas chamas saindo do motor, veja:

Já outro vídeo, gravado após a aeronave ter retornado para o pátio, mostra os danos causados a um dos motores da aeronave, sendo possível ver dano nas palhetas que giram para sugar o ar para dentro do motor:

Entramos em contato com a LATAM para entender melhor o caso e a companhia confirmou a colisão com pássaro, chamada de bird-strike. Até o momento de fechamento desta reportagem, o jato ainda se encontra em Curitiba, veja a nota na íntegra:

A LATAM Airlines Brasil informa que a aeronave do voo LA3533 (Curitiba/Brasília), que tinha previsão de decolar às 5h55 de hoje (14), interrompeu seu procedimento de decolagem sobre a pista devido à colisão com pássaros. Este é um procedimento padrão de segurança na aviação e a LATAM reforça que segue as mais rigorosas normas, atendendo a regulamentação das autoridades brasileiras e internacionais.

A LATAM lamenta os transtornos causados e esclarece que prestou toda a assistência necessária aos clientes. Todos os passageiros foram reacomodados em outros voos da LATAM desta sexta-feira (14). Por fim, reitera que a segurança é um valor imprescindível e que todas as suas decisões visam garantir uma operação segura.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A