Início Acidentes e Incidentes Avião da LATAM raspa a cauda na pista ao decolar de Guarulhos...

Avião da LATAM raspa a cauda na pista ao decolar de Guarulhos nesta manhã, veja o momento

Fumaça vista durante a decolagem, em cena do vídeo que você assiste nesta matéria

Uma ocorrência de contato da cauda da aeronave com a pista aconteceu na manhã desta sexta-feira, 26 de novembro, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, tendo o momento e as mensagens da frequência de comunicação sido registrados em vídeos, conforme você assiste nesta matéria.

O incidente aconteceu pouco depois das 11h30, quando o Boeing 767-300F (cargueiro) registrado sob a matrícula N538LA, operado pela LATAM Cargo, decolava pela cabeceira 27R no voo UC-1504, com destino a Santiago, no Chile.

O N538LA partindo de Guarulhos logo após o tail strike – Imagem: RadarBox

Conforme as gravações abaixo, feitas pelos canais “Golf Oscar Romeo” e “SBGR Live” no YouTube com suas câmeras ao vivo apontadas para o aeroporto paulista, o jato cargueiro é visto entrando na pista e sendo liberado para decolar, começando sua corrida de pista logo na sequência.

Ao final da corrida, quando o Boeing 767 começa a deixar o solo, é possível notar uma certa quantidade de fumaça saindo da região traseira da fuselagem em função do contato da cauda com o solo, o chamado “tail strike” (impacto de cauda).

Logo depois, o controlador de tráfego aéreo da torre de Guarulhos informa (por volta do tempo 1:55 do contador do primeiro vídeo) aos pilotos do voo da LATAM Cargo sobre ter notado a possível ocorrência do tail strike e então os libera para chamar a frequência de comunicação do controle de saída de São Paulo.

Por fim, outro piloto da LATAM, no voo 3145, que estava em solo em Guarulhos, chama o controlador da torre para afirmar que também notou o contato da cauda do Boeing 767 com a pista. Um veículo de serviços de solo do aeroporto é então visto entrando na pista para inspecioná-la – um procedimento padrão de segurança para avaliar se há danos ao pavimento ou objetos deixados para trás pela aeronave.

Veja a seguir os dois vídeos, com toda a sequência acima descrita:

Apesar do contato com o solo, o Boeing 767 prosseguiu em direção ao Chile e ainda estava em voo no momento da publicação desta matéria no meio da tarde desta sexta-feira. Para acompanhar a aeronave em tempo real no radar enquanto ela estiver voando, clique aqui.

https://aeroin.net/saiba-o-que-houve-na-cabine-do-boeing-767-apos-ter-encostado-a-cauda-na-pista/

https://aeroin.net/pilotos-da-latam-mostram-encontro-de-aviao-com-balao-a-37-mil-pes-de-altitude/

https://aeroin.net/voando-a-baixa-altitude-a320neo-da-azul-que-bateu-a-cauda-na-pista-e-levado-ao-rio-para-reparos/

https://aeroin.net/airbus-a321neo-bate-a-cauda-no-chao-com-danos-que-definem-o-caso-como-um-acidente/