Aviões da Latam dão aviso de risco de colisão na chegada à “nova” pista de Porto Alegre

As trajetórias dos dois aviões da Latam na noite de ontem – Imagem: FlightRadar24

Uma situação chamou a atenção na noite da quinta-feira, 19 de maio, no Aeroporto Internacional Salgado Filho, de Porto Alegre (RS), conforme pôde ser observado na transmissão ao vivo do canal “Camera Aeroporto Salgado Filho” no YouTube, que conta com a fonia de comunicação de tráfego aéreo, além das imagens.

Por volta das 22h15, o voo LA-3564 da Latam, operado pela aeronave Airbus A321 de matrícula PT-MXE, chegava do aeroporto de Guarulhos e aproximava-se para a cabeceira 29 de Porto Alegre.

Durante o procedimento, no entanto, os pilotos optaram pela arremetida (desistência da aproximação) e, conforme se ouviu na transmissão, após questionados pelo controle de tráfego aéreo sobre o motivo da decisão, reportaram que o sistema EGPWS (sigla em inglês para Sistema Aprimorado de Alerta de Proximidade do Solo) apresentou alerta de risco de colisão com o terreno.

Pouco depois, os pilotos perguntaram sobre a possibilidade de pousarem pela cabeceira 11, ou seja, no sentido oposto da pista, porque não voltariam a se aproximar pela 29, devido ao alerta de terreno.

O controle de tráfego aéreo consentiu, mas avisou que os pilotos precisariam aguardar em órbitas (trajetórias circulares de espera em voo) por cerca de 15 a 20 minutos, já que havia duas decolagens e quatro chegadas pela cabeceira 29.

O A321 se afastando do aeroporto após a arremetida – Imagem: FlightRadar24

Entre essas quatro chegadas informadas pelo controle, estava o voo LA-3146, proveniente do aeroporto de Congonhas, com a aeronave Airbus A320 de matrícula PR-MHE. Embora os outros aviões completaram seus pousos normalmente, os pilotos deste jato da Latam repetiram a decisão dos outros colegas da companhia.

Durante a aproximação, efetuaram a arremetida e, quando questionados pelo controle de tráfego sobre o motivo, também informaram que se tratava do recebimento de um aviso de proximidade com o terreno.

O A320 também se afastando do aeroporto após a arremetida – Imagem: FlightRadar24

O Airbus A320 também foi levado para uma posição em que seriam executadas órbitas de espera, até a liberação para o pouso no sentido contrário da pista. Os aviões acima descritos completaram seus pousos pela cabeceira 11 às 22h48 e 22h53, respectivamente.

O fato de apenas os pilotos dos aviões da Latam terem reportado o recebimento dos avisos do EGPWS levantou questionamentos de diversos leitores do AEROIN. As dúvidas são sobre a situação ser um problema com a “nova” pista (extensão da cabeceira 29) do Salgado Filho, liberada para operações exatamente nesta quinta-feira, ou com algo próprio da Latam, já que outros aviões supostamente não apresentaram o alerta.

O AEROIN entrou em contato com a Latam a respeito do assunto, e a companhia forneceu o seguinte posicionamento:

A LATAM Airlines Brasil informa que, por motivos operacionais, os voos LA3564 (São Paulo/Guarulhos-Porto Alegre) e LA3146 (São Paulo/Congonhas-Porto Alegre) arremeteram no aeroporto Salgado Filho na noite desta quinta-feira (19), e após um período de sobrevoo, pousaram em total segurança às 22h53 e 22h58, respectivamente. 

A companhia ressalta que a arremetida é um procedimento padrão de segurança na aviação. A segurança é um valor imprescindível para a LATAM e todas as suas decisões visam garantir uma operação segura.

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias