Aviões Embraer E190 ‘ganham’ novo contrato para voarem na mineração australiana

A Cobham Aviation garantiu mais um contrato de sete anos com a Minara Resources para continuar fornecendo serviços fly-in, fly-out (FIFO) usando um de seus quatro jatos brasileiros Embraer E190 e turboélices Dash 8-Q400 nas ligações com as minas de níquel e cobalto na região leste de Goldfields, Austrália Ocidental.

De propriedade integral da multinacional anglo-suíça Glencore, a Minara Resources é a maior produtora de cobalto da Austrália e uma importante produtora de níquel. É também um cliente de fundação da Cobham, que fornece serviços FIFO para o site Murrin Murrin desde o início das operações de mineração em 1996.

“As operações de Murrin Murrin foram pioneiras dos contratos FIFO na Austrália Ocidental, usando uma ponte aérea para conectar os trabalhadores ao local”, relatou o diretor administrativo de serviços regionais da Cobham, Claude Alviani, reporta o site International Mining.

A Cobham também presta serviços para outras minas pela Austrália e também emprega jatos Embraer E190 nos serviços. As quatro aeronaves do modelo atualmente em sua frota são arrendadas.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias