Azul deve lançar rota de múltiplas paradas para atender mineradora e ferrovia na Bahia

EXCLUSIVO – A Azul Linhas Aéreas deve lançar em breve uma rota inédita conectando o interior da Bahia com aeronaves Cessna Caravan. Atualmente, os voos operados pela subsidiária Azul Conecta são feitos de maneira esporádica, ligando Guanambi e Salvador a Montes Claros, em Minas Gerais, mas isso deve mudar em breve devido à mineração, mais especificamente à empresa Bahia Mineração (Bamin).

A Bamin tem grande operação de extração de hematita e itabirito na Bahia, na região de Caetité e Guanambi. A empresa também opera o Porto Sul em Ilhéus e ganhou recentemente a concessão pra construção de parte da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), permitindo a escoamento dos minerais pelo Oceano Atlântico.

Segundo fontes na indústria apontaram ao AEROIN, os voos devem começar em breve, sendo realizados às segundas, quartas e sextas-feiras na rota Salvador – Jequié – Guanambi – Ilhéus – Salvador, dando suporte à construção da ferrovia, do porto e da extração de minério.

A grande vantagem do uso do Caravan, que leva até 9 passageiros, é o tempo de viagem, que pode levar até 6 horas de carro partindo de Salvador até Jequié, dada a geografia da região e ao fato de ter que contornar a Baía de Todos Os Santos, na capital baiana.

Uma data para o início dos voos ainda não foi divulgada e nem se a rota será comercializada para passageiros comuns, que não sejam da Bamin. Acima, um mapa da empresa mostra

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Redução do ICMS do querosene de aviação em Minas Gerais impulsiona...

0
O programa estabelece condições para aéreas obterem redução da base de cálculo do ICMS, ou mesmo isenção, para abastecimento com querosene.