Azul anuncia voos inéditos para quatro cidades do interior de Minas

A Azul irá expandir significativamente a sua malha aérea no estado de Minas Gerais, o segundo mais importante da empresa.

Avião Cessna C208B Grand Caravan Azul Conecta

Segundo confirmado pela empresa Azul, será uma espécie de volta do projeto que já foi da TwoFlex, que foi comprada pela empresa paulista para se tornar a subsidiária Azul Conecta.

O projeto VOEMINAS, lançado pelo então Governador Fernando Pimentel através da Companhia de Desenvolvimento Ecônomico de Minas Gerais, consistia em voos comunitários entre as principais cidades do interior mineiro e a capital Belo Horizonte.

Porém a ideia fracassou, já que o custo da viagem era considerado alto comparado ao ônibus, e os voos eram operados a partir do Aeroporto da Pampulha, que já não contava com nenhum voo comercial, sendo que no ano interior a própria Azul suspendeu as operações na Pampulha, concentrando todos os voos em Confins, que se tornaria o seu segundo maior centro de operações com mais de 100 voos diários, incluido internacionais.

Com baixa ocupação, os voos subsidiados pelo estado foram cancelados, e com o surgimento da Azul Conecta, a expectativa era que eles voltassem conectando com a malha da Azul na cidade, indo de acordo que os passageiros do interior não querem ir apenas para a capital, mas este retorno não ocorreu antes por conta da Pandemia do Coronavírus.

Mapa de rotas do antigo Projeto VoeMinas

Porém agora os voos retornarão de maneira diferente, com uma operação mais focada em algumas cidades chave, e sempre partindo do Aeroporto Internacional de Confins, mais distante da cidade.

Os voos serão para Varginha, Patos de Minas, Teófilo Otoni,e Paracatu, sendo que apenas esta última cidade não era atendida no projeto antigo. Inclusive Varginha e Patos de Minas contavam com voos regulares da Azul com o bimotor turboélice ATR 72, mas estes foram suspensos em 2020 e 2016 respectivamente.

Agora a operação será com os aviões Cessna C208 Caravan da Azul Conecta, para até 9 passageiros. O voo para Varginha e Teófilo Otoni será feito nas segundas, quartas e sextas, já para Paracatu e Patos de Minas nas terças, quintas e sábado, com a aeronave alternando entre os dois pares de cidades.

A decolagem de Confins para Varginha será às 08h10, chegando na cidade conhecida pelos extraterrestres às 09h40. A decolagem de volta à capital será às 10h05, pousando às 11h30 em Confins.

Já os voos para Teófilo Otoni serão na parte da tarde, saindo de Confins às 13h00, pousando na cidade do Vale do Jequitinhonha às 14h30, com decolagem de volta à capital às 14h55, pousando em BH às 16h30.

A saída de Belo Horizonte para Patos de Minas será às 08h10, chegando na cidade do interior às 09h40. A decolagem de Patos de volta à capital será às 10h05, pousando às 11h30 em Confins.

Por fim os voos inéditos para Paracatu decolam às 13h00 de Confins, chegando no Noroeste de Minas às 14h45. O regresso será feito às 15h05, com pouso na capital às 16h55. As passagens terão vendas inicias em 04 de outubro, e os voos começam em 12 de dezembro.

“Nós estamos felizes com esses novos destinos em Minas Gerais. Por acreditar no potencial destas rotas, assim que iniciarmos a operação de fato, o nosso próximo objetivo será aumentar ainda mais a oferta de voos para esses municípios. E, se esta demanda crescer, nós poderemos avaliar outras novas ofertas, e assim alimentarmos nossa conectividade na capital. Gostaria de agradecer ao BH Airport e o Governo do Estado por esta parceria” comenta César Grandolfo, gerente de Relações Institucionais da Azul.  

“Sem conexão, não há desenvolvimento regional. Pensando nisso, o Governo de Minas concluiu esta importante negociação com a Azul, a fim de aumentar a oferta de voos regionais em nosso estado. A iniciativa insere as cidades no mapa de desenvolvimento, atrai novos investimentos e impulsiona os já existentes. Isso tudo colabora para um ambiente favorável, gerando ainda mais prosperidade e qualidade de vida aos cidadãos. Além disso, é um passo importante também para o fomento do turismo, já que o novo hub conecta não somente as cidades contempladas à capital mineira, mas ao mundo”, celebra o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio.  

Atualmente, partindo do Aeroporto de Confins, a Azul já atua em 37 cidades. Com esta nova operação, partindo do mesmo aeroporto, serão 41 destinos com conexões no estado mineiro. Também em dezembro deste ano, a Azul prevê realizar conexões entre os aeroportos de Confins e Zona da Mata, e assim atender aos municípios do Sul e Sudeste de Minas Gerais. 

Pela Assessoria de Imprensa da Azul

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias