Início Empresas Aéreas

Azul tem data para a aposentadoria de todos os jatos Embraer E1

A primeira operadora de jatos Embraer E-Jets no país já tem data para retirar os jatos de primeira geração de circulação, os E195-E1.

E195-E1 da Azul

Os jatos estão presentes desde o início da empresa e se tornaram um dos seus símbolos, tendo sido a primeira a operar os E-Jets no Brasil em 2008, se destacando pelo conforto das fileiras com 4 assentos (2-2), televisão ao vivo e por utilizar um produto fabricado nacionalmente.

À medida que a empresa foi crescendo, a frota foi ganhando novos modelos, adicionando outros jatos como o Airbus A320neo, A321, A330 e A350, assim como os turboélices ATR 72 e Cessna C208 Caravan.

Esta evolução também acompanhou os jatos brasileiros, que hoje estão na segunda geração, da qual a Azul deve terminar o ano com 13 dos jatos do modelo E195-E2, que tem um custo reportado por assento de até 26% menor que o E195-E1.

Falando dos remanescentes da série E1, este ano, a Azul já havia se desfeito do modelo E190-E1, do qual o último exemplar foi embora este ano, mantendo ainda vários da variante maior, o E195-E1. No entanto, é notável que também este será aposentado e deve ficar até no máximo 2025, como a empresa divulgou ontem no “Azul Day”, um dia aberto a investidores.

Pela projeção da empresa, em 2026 ela terá uma frota 100% de nova geração, ou seja, apenas com jatos E195-E2, A320neo, A321neo, A330neo e A350XWB.

Isso também significa que os jatos A330-200ceo, os primeiros Airbus da Azul e que fazem voos internacionais de longo curso, irão embora até 2026 – a empresa já estima começar o próximo ano com apenas 3 deles.

A Azul informou que esta estimativa para 2026 coloca a empresa ao menos “5 anos à frente da concorrência”, já que a GOL e LATAM devem demorar mais para substituir completamente os jatos 737NG por 737 MAX e A320ceo por A320neo, respectivamente.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile