Bebê recém-nascido encontrado no cesto de lixo de um avião; mãe foi identificada

Foto ilustrativa

Um bebê recém-nascido foi encontrado abandonado dentro da lata de lixo do banheiro de um avião logo após pousar nas Ilhas Maurício. A mídia local diz que o bebê está com saúde e bem, aos cuidados de assistentes sociais. O bebê foi encontrado por oficiais da alfândega que faziam uma varredura aleatória no Airbus A330neo operado pela Air Mauritius logo após o pouso em Port Louis e após o desembarque dos passageiros.

De acordo com noticiários locais , a mãe foi rapidamente identificada e colocada sob prisão. Ela teria inicialmente negado que o bebê era dela, mas a polícia a forçou a se submeter a um exame médico que provou que ela havia acabado de dar à luz.

Tanto o bebê quanto a mãe foram levados às pressas para um hospital local para tratamento.

A mãe havia chegado às Ilhas Maurício em um voo de Antananarivo, capital de Madagascar. O voo MK-289 da Air Mauritius partiu por volta das 17h do dia 1º de janeiro de 2022 e pousou em Port Louis cerca de uma hora e meia depois. A mãe é malgaxe e estava viajando para Maurício com visto de trabalho.

O incidente lembra um caso de abandono de criança no Aeroporto Internacional de Doha em outubro de 2020, quando um recém-nascido foi jogado em uma lata de lixo no banheiro do aeroporto. Nesse caso, as autoridades submeteram pelo menos 13 mulheres australianas a uma revista “grosseiramente ofensiva” em uma tentativa de identificar a mãe.

Algumas das mulheres que foram retiradas de um avião da Qatar Airways para os exames vaginais estão entrando com uma ação judicial contra o estado do Catar e sua companhia aérea nacional.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Por causa de amendoim, família foi desembarcada de voo da Azul...

0
Uma confusão envolvendo amendoim, alergia e pane na aeronave levou ao cancelamento de um voo da Azul para o interior de Minas.