Início Variedades

Boeing 737 da Força Aérea Argentina faz um pouso incomum em Maceió

© Fuerza Aérea Argentina

O aeroporto de Maceió, em Alagoas, recebeu uma visita especial nesta quinta-feira (19) com o pouso do Boeing 737-700 da Fuerza Aerea Argentina, designado T-99 (“Tango 99”). A rara visita deu-se como uma escala técnica de reabastecimento da aeronave, que estava a caminho do Chipre com militares a bordo. Mais dois voos estão programados, para 26 de janeiro e 4 de fevereiro.

“Los Cascos Azules”

O ministro da Defesa argentino, Jorge Taiana, despediu-se esta manhã na I Brigada Aérea “El Palomar” de um novo contingente de Capacetes Azuis que partiu para Chipre para cumprir a Missão de Manutenção da Paz das Nações Unidas (UNFICYP), naquela ilha do Mediterrâneo, como informa o Aviacionline.

“Nesta Missão de Paz temos uma tarefa específica, a de atuar como uma força de paz entre dois setores para evitar incidentes e a retomada das hostilidades, mas também vamos principalmente demonstrar o compromisso da República Argentina com o sistema multilateral das Nações Unidas”, expressou Taiana diante do contingente de Capacetes Azuis presente.

Em seguida, acrescentou: “Acreditamos no direito internacional, acreditamos na solução pacífica das disputas e por isso também pedimos diálogo para que os britânicos se sentem, de uma vez por todas, para conversar sobre a disputa de soberania nas Malvinas”.

O destacamento envolve um total de 222 homens e mulheres das Forças Armadas, dos quais 189 correspondem à Força-Tarefa 61 (134 do Exército, 49 da Marinha, 5 da Força Aérea Argentina e 1 Subchefe de Contingente). Além disso, existem 26 efetivos correspondentes à Unidade Aérea (chamada UNFLIGHT 59) e 7 “Observadores Militares e Oficiais de Ligação (MO/LO)”

A Força Aérea Argentina, de acordo com o acordo com a ONU, será responsável pelo desenvolvimento da transferência de pessoal e carga que fazem parte do Contingente Conjunto Argentino nas Nações Unidas para a Manutenção da Paz em Chipre (UNFICYP) , missão que realiza com seu Boeing 737-700 (T-99). 

A Argentina é o segundo país a contribuir com o maior número de soldados de capacete azul para as forças das Nações Unidas que apoiam esta missão.

Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.