Boeing 767 da Latam decola do Brasil, mas só voltará depois que a fuselagem for cortada

Na última semana, um Boeing 767-300ER da Latam pôde ser visto voando para Miami, nos Estados Unidos, mas não realizando um voo regular, e sim se preparando para ser transferido à Jetran, que cuidará de sua conversão em cargueiro. A aeronave de marcas brasileiras PT-MSS (msn 41748), deve voltar para a companhia aérea em breve, depois que tiver concluído o processo estrutural, que inclui o corte da porta de carga na fuselagem.

Os planos da empresa, anunciados no ano passado, seriam para a conversão de cerca de uma dezena de jatos 767-300ER de passageiros para carga. Estes aviões já faziam parte da frota da Latam, inclusive da divisão brasileira, e estão sendo realocados para a operação de carga de maneira gradativa, ou seja, na medida em que estão sendo convertidos, vão sendo colocados para voar.

Atualmente, a LATAM Cargo realiza transporte em cargueiros e no porão de aeronaves de passageiros para até 136 destinos em 22 países, sendo 6 deles exclusivos para o transporte de cargas. No Brasil, atende 43 destinos em todo o País.

Ao todo, o Grupo LATAM conta com 13 aeronaves cargueiras do modelo Boeing 767-300F em sua frota e está avançando no seu projeto global de conversão de 10 Boeing 767 de passageiros em cargueiros até 2023, quando totalizará 21 aeronaves Boeing 767-300F. Cada processo de conversão leva aproximadamente cinco meses.

Imagem: Radarbox
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias