Boeing 767 que foi da brasileira Oceanair acaba de ser entregue a um time da NBA

Após dois anos parado em áreas de deserto da Califórnia e, portanto, conservado pelo clima seco local, voou para Houston, no Texas, o Boeing 767-300ER de matrícula N625HR. O motivo do voo, segundo a revista alemã Skyliner, foi a incorporação da aeronave pelo time do Houston Rockets da NBA.

Fotos da aeronave foram capturadas, em primeira mão, pelo fotógrafo Texas.Jets e publicadas em seu perfil no Twitter. Fotos do interior do jato não foram reveladas, então não se sabe se ele continua com os assentos de passageiros ou foi reconfigurado para transporte VIP. Também não há uma confirmação oficial sobre a manutenção (ou não) de sua pintura.

Essa aeronave tem uma história interessante e uma ligação com o Brasil, pois voou por algum tempo na frota da OceanAir. De fato, ele foi o segundo 767 da OceanAir, chegando em território nacional em novembro de 2007, após uma passagem de 15 anos pela United Airlines (1992 a 2007).

Foi adquirido pelo grupo Synergy Aeroespace, de Germán Efromovich, e alocado para a empresa brasileira, onde ficou até fevereiro de 2009 com a matrícula PR-ONB. Após sua saída da frota, o Synergy repassou o jato à Avianca Colômbia, outra empresa do grupo, e ali esteve até 2013.

Depois disso, a história da aeronave tem uma reviravolta curiosa. Após uma passagem de seis anos, de 2013 a 2019, pela tailandesa Asia Atlantic Airlines, o jato foi adquirido pelo time de basquete do Houston Rockets para transporte exclusivo dos jogadores e comissão técnica. O jato foi então armazenado e ficou no deserto por muitos meses, levantando até a dúvidas sobre seu futuro.

Mas ele enfim voou. Segundo dados da plataforma de rastreamento de voos RadarBox, a aeronave decolou de Marana na segunda-feira (17), com destino a Houston, sua base operacional, mas, por algum motivo não divulgado, teve que alternar o pouso para San Antonio, vindo a decolar horas mais tarde rumo ao seu destino final.

Imagem do RadarBox
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Avião da Azul pousa em Mayday e bloqueia pista por longo...

0
Toda a sequência da situação, com a suspensão das operações na pista, durou cerca de 35 minutos e foi registrada pela câmera ao vivo.