Boeing 777 do motor problemático é liberado no Reino Unido

A operação dos Boeings 777 com motores Pratt & Whitney começa a voltar à normalidade com o fim do banimento de voos do equipamento no Reino Unido. Há pouco mais de uma semana, o modelo havia sido liberado nos EUA.

A CAA, autoridade britânica de aviação civil, decidiu hoje (28) que permitirá novamente a operação de jatos Boeing 777 equipados com motores PW4000, dois meses após um incidente com um avião da United chamar a atenção. O caso de 22 fevereiro rodou o mundo, após imagens impressionantes do motor em chamas circularem pela internet, além de peças do motor terem caído na vizinhança do Aeroporto de Denver, de onde o jato tinha acabado de decolar rumo ao Havaí.

Apesar de o avião ter conseguido retornar com segurança, a United suspendeu os voos com o modelo, e depois a decisão foi seguida pelo Japão e pelas próprias autoridades americanas. O Reino Unido foi um dos países que proibiram o voo dos 777 com motores PW, apesar das companhias locais, como a British Airways ou a Virgin Atlantic, não o operarem.

“As empresas podem voltar a voar no Reino Unido com este avião após adotarem as medidas de correção que foram emitidas pela FAA (EUA), seguindo a nova Diretriz de Aeronavegabilidade”, afirma a nota oficial do CAA, obtida pela FlightGlobal.

A própria United disse que está próxima de voltar a operar o modelo, que é bastante utilizado em rotas domésticas de alta densidade:

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Voo da Copa sai da pista e passageiros saem do avião...

0
Um Boeing da Copa acabou saindo da pista nesta noite de domingo, e os passageiros tiveram que sair às pressas descendo pelo motor do avião.