Início Indústria Aeronáutica

Boeing apresenta resultados do ano 2021: veja a quanto se reduziu o prejuízo bilionário

Boeing 747-8F – Imagem: wilco737 / CC BY-NC-SA 2.0, via Flickr

A Boeing apresentou hoje, 26 de janeiro, ao mercado em geral os seus resultados relativos ao quarto trimestre de 2021 e, por consequência, também de todo o ano de 2021.

Os dados da gigante fabricante aeroespacial norte-americana indicam que após os devastadores impactos da pandemia da Covid-19 em 2020, que haviam resultado em um prejuízo líquido de US$ 11,94 bilhões, neste último ano as perdas foram reduzidas consideravelmente, terminado em US$ 4,29 bilhões.

As receitas da empresa não tiveram uma evolução tão grande, já que ela ainda enfrentou crises e atrasos em seus programas de aviões comerciais e militares. Enquanto no crítico 2020 as entradas haviam totalizado US$ 58,16 bilhões, em 2021 o crescimento foi de apenas 7%, para US$ 62,29 bilhões.

Assim, o que realmente impactou a melhora considerável no prejuízo líquido foi a redução das perdas operacionais, que passaram dos US$ 12,77 bilhões em 2020 para apenas US$ 2,90 bilhões em 2021.

Os resultados divididos por segmentos de atuação da Boeing ficaram da seguinte forma:

Aviões Comerciais

Imagem: Wilco737 / CC BY-NC-SA 2.0, via Flickr

As receitas passaram de US$ 16,16 bilhões em 2020 para US$ 19,49 bilhões em 2021, alta de 21%.

As perdas operacionais foram reduzidas de US$ 13,85 bilhões em 2020 para US$ 6,47 bilhões em 2021.

Foram entregues 340 aviões comerciais em 2021, um aumento de 117% sobre as 157 entregas do ano anterior. Todos os modelos apresentaram aumento ou estabilidade nas entregas, exceto o Boeing 787, que teve forte redução.

Estas entregas ficaram divididas da seguinte forma:

O backlog da aviação comercial, ou seja, o valor financeiro que representa o total de encomendas ainda a serem entregues pela Boeing, ficou em US$ 296,88 bilhões em 2021, contra US$ 281,59 bilhões em 2020.

Defesa, Espaço e Segurança

Imagem: Darren Koch / GFDL 1.2, via Wikimedia Commons

As receitas eram de US$ 26,26 bilhões no segmento de Defesa, Espaço e Segurança em 2020 e ficaram praticamente estáveis, em US$ 26,54 bilhões em 2021.

As operações representaram um ganho adicional de US$ 1,54 bilhão em 2021, mesmo valor de 2020.

As entregas deste segmento ficaram assim divididas:

Serviços Globais

Os serviços prestados pela Boeing a seus clientes em 2021 geraram US$ 16,33 bilhões em receitas, o que representa um aumento de 5% sobre os US$ 15,54 bilhões de 2020.

Os ganhos operacionais evoluíram 348%, passando de US$ 450 milhões para US$ 2,02 bilhões.

Com informações da Boeing

Sair da versão mobile