Boeing fica de fora e só resta a Airbus na licitação do avião reabastecedor canadense

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Boeing continua a ter problemas com o jato 767 reabastecedor, desta vez não técnicos, mas de disputa que perdeu para a Airbus.

Imagem: U.S. Air Force / Ethan Wagner

O jato KC-46A é uma modificação militar do conhecido Boeing 767-200ER, e apesar da vasta experiência da Boeing no setor militar, boa parte herdada da McDonnell Douglas, o avião tem enfrentado diversos problemas para ficar “100% operacional”.

As críticas são diversas, e envolvem os problemas com a própria mangueira de reabastecimento, problemas elétricos e outros. A própria Força Aérea norte-americana USAF falou abertamente que as dificuldades têm comprometido a força.

Nesse ínterim, no lado norte da fronteira, o Canadá tinha aberto em fevereiro uma licitação para receber propostas de substituição para o seu Airbus CC-150 Polaris, que é a versão militar de reabastecimento em voo do jato comercial A310.

A Boeing ofereceu o KC-46 e a Airbus o A330MRTT, substituto natural do A310. E ontem, no final do dia, o Canadá abriu as propostas e informou que a Airbus era a única que se qualificou em todos os requisitos, sem dar mais detalhes.

A fabricante americana, por sua vez, informou estar desapontada com a decisão, mas que mantém firme o seu compromisso de parceria com o Canadá.

Esta afirmação se dá pelo fato de o Canadá estar de olho para substituir seus caças F/A-18 Legacy Hornet, pois o sucessor dele, o F/A-18E/F Super Hornet, está no páreo ao lado do SAAB Gripen NG e do Lockheed Martin F-35. Até agora nesta competição, tudo aponta para o lado da Boeing.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Força Aérea Brasileira comemora o “Dia da Aviação de Asas Rotativas”

0
No dia 3 de fevereiro, comemora-se o Dia da Aviação de Asas Rotativas devido ao primeiro resgate em combate pela FAB em 1964.