Brigada gaúcha abre licitação para comprar avião monomotor com privada

Mais uma força de segurança pública brasileira deve comprar um novo avião similar ao famoso turboélice Cessna Grand Caravan.

A Brigada Militar do Rio Grande do Sul abriu um edital para a compra de um avião monomotor turboélice com capacidade para oito passageiros e dois tripulantes, com tecnologia embarcada que inclui radar meteorológico e iPads para uso dos pilotos.

O processo foi aberto no ano passado e era para ter sido realizado, mas vários questionamentos e impugnações foram feitas pelas empresas que pretendem participar do certame, incluindo a Aeromot (representante da austríaca Diamond), a Synerjet (representante da suíça Pilatus) e a TAM Aviação Executiva (representante da americana Cessna/Beechcraft).

Imagem: Divulgação / Synerjet

A abertura das propostas será feita no próximo dia 18 de janeiro, sendo que haverá depois um tempo de 10 minutos para o leilão, onde as empresas podem dar seu lance, mas ao contrário do leilão normal, o lance que vence neste caso é o de menor valor, sendo que uma pode cobrir a oferta da outra.

Um detalhe interessante que consta no edital, é a obrigatoriedade de lavatório, neste caso com QTU, que é a sigla na aviação para dejeto do banheiro da aeronave. Em resumo o avião terá que vir com uma espécie de “privada” instalada nele.

Dentre os aviões que atendem a todos os requistos estão o Cessna C208 Grand Caravan e o Pilatus PC-12NGX.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Combustível da aviação comercial está com 102,4% de alta em 12...

0
No Brasil, o preço do QAV chega a ser 40% superior em comparação com a média global, influenciado pela precificação do combustível em dólar.