Brincadeira de mau gosto leva três homens a serem presos a bordo de avião

Foto de Eric Salard, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia

Policiais britânicos foram chamados para lidar com uma brincadeira de mau gosto, que dizia haver uma bomba a bordo de uma aeronave da easyJet no aeroporto de Londres – Stansted, na noite de quarta-feira (19). Enquanto o caso transcorria, o aeroporto teve que suspender as operações, o que levou a transtornos aos viajantes.

Reporta a BBC que a polícia de Essex foi chamada para lidar com o alerta de segurança por volta das 19h40 e que o avião já havia se deslocado para uma parte remota do aeroporto onde “oficiais especializados” embarcaram na aeronave. Chegando ao local, os oficiais trabalharam “rápida e vigorosamente” para resolver o incidente e prenderam três homens por fazerem ameaças de bomba no voo com destino a Amsterdã.

“Os policiais responderam rapidamente e trabalharam com nossos parceiros em Stansted para mover o avião para uma área segura para realizar investigações”, disse um porta-voz da polícia. “Oficiais especialistas embarcaram no avião e removeram três homens que foram presos por suspeita da farsa e estão atualmente sob custódia. Após uma busca no avião, estamos convencidos de que não há nada preocupante a bordo.”

O incidente ocorreu apenas uma semana depois que uma aeronave operada pelo Jet2 foi forçada a desviar para o mesmo aeroporto de Stansted depois que um passageiro a bordo do voo de Bodrum para Manchester começou a fazer ameaças de bomba. Nesse caso, o jato foi interceptado por dois caças e forçado a pousar, quando o aeroporto foi fechado temporariamente.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Passageiros levam dura e são expulsos do voo por guardarem sua...

0
A Delta Air Lines está sendo acusada de tratar seus passageiros de forma desrespeitosa após uma comissária de bordo ter dito a uma passageira