Cadela desaparecida no aeroporto de Ourinhos (SP) preocupa moradores

Fachada do Aeroporto Municipal de Ourinhos (SP) – Imagem: Prefeitura de Ourinhos/Reprodução

Após denúncias e pedidos de ajuda por meio das redes sociais e imprensa local, o caso de uma cadelinha, que há mais de 20 dias se perdeu nas dependências do Aeroporto Municipal Jornalista Benedito Pimentel, na cidade de Ourinhos, a 371 km da capital paulista, segue sem boas notícias.

De acordo com informações publicadas pelo g1 pouco mais de uma semana atrás, a cadelinha de nome Cristal teria desaparecido no dia 2 desse mês, após sua dona a deixar com uma amiga enquanto precisou socorrer sua mãe em uma emergência.

Após Valéria, a tutora de Cristal, ficar sabendo sobre o ocorrido, cartazes foram espalhados pela cidade, e testemunhas confirmaram que avistaram a cachorrinha nas dependências do aeroporto.

Por conta de ser uma zona aeroportuária com operações de pouso e decolagem, a dona da cachorra e voluntários não conseguiram entrar na área restrita das dependências do aeródromo.

Uma suposição levantada é de que Cristal não consegue ir embora da área do aeroporto por conta dos altos ruídos e sons das aeronaves, que, mesmo sendo equipamentos de menos porte, de aviação geral e executiva, podem assustar o animal.

Em nota, a Prefeitura de Ourinhos, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Segurança Pública, divulgou no dia 15 que estava entrando “no sexto dia de buscas a cachorrinha Cristal”, demonstrando o trabalho e solidariedade ao caso.

Equipe da Prefeitura de Ourinhos (SP) na busca por Cristal – Imagem: Divulgação

“Por conta do tamanho do local, não dá para saber exatamente onde ela está. Mas eu quero que não desistam e acreditem que ela está aqui. Tem marcas de pegada e eu tenho colocado comida todos os dias. Ela só sai da toca quando se sente segura”, aponta a tutora de Cristal para o site de notícias da Globo.

A prefeitura também pontua que “os serviços de roçada realizados periodicamente no Aeroporto foram adiantados, a fim de facilitar a localização do animal. As buscas devem continuar acontecendo até que a cachorrinha possa ser encontrada”.

Leia também:

Arthur Gimenes Prado
Arthur Gimenes Prado
Estudante do Ensino Médio, 15 anos, foi repórter na TV Cultura Paulista e Rádio Morada do Sol FM, também com passagem como colunista no Portal do Andreoli e participações especiais na Record News, Rádio CBN e EPTV.

Veja outras histórias