Início Empresas Aéreas

CEO da Ryanair critica Boeing: ‘Vocês precisam renovar seus chefes’

O polêmico CEO da Ryanair, Michael O’Leary, geralmente tem pouca dificuldade em falar o que pensa e a bola da vez foi a Boeing, criticada pelo desempenho de sua divisão de aviação comercial nos últimos anos. O executivo disse que sua empresa está “muito decepcionada” com a Boeing. “Eles têm atrasos nas entregas, não soubemos mais nada sobre o MAX 10, embora tenhamos interrompido as negociações em setembro passado.

“Vi um comentário da última vez que a administração da Boeing perdeu o rumo, e é muito difícil para mim discordar desse sentimento”, disse O’Leary em entrevista à CNBC. “A Boeing precisa mudar sua gestão no segmento civil. Eles precisam resolver os atrasos na entrega e os problemas de produção enfrentados não apenas pelo MAX, mas também pelo 787.

Como nota o site parceiro Aviacionline, a Ryanair encerrou as negociações do 737-10 deixando claro sua “decepção” e que “a Boeing tem uma visão mais otimista sobre os preços das aeronaves do que nós, e temos um histórico disciplinado de não pagar preços altos pelas aeronaves”.

Em abril passado, O’Leary tentou retomar as negociações, mas disse que “temos que esperar até que o fabricante esteja em um momento mais zen para falar sobre o MAX 10. Por enquanto eles estão lidando com atrasos nas entregas, problemas com o 777X , incógnitas no design e na certificação do MAX 10… eles têm muitas dificuldades”.

Embora a operadora de baixo custo acredite no potencial do 737-10, do qual já cogitou comprar 250 aeronaves, o assunto esfriou momentaneamente.

Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.
Sair da versão mobile