Chega o primeiro 737 MAX da AraJet, uma aérea que já mostrou desejo de voar ao Brasil

Imagem: Arajet

Na última quinta-feira, 3 de março, o primeiro Boeing 737 MAX 8 da Arajet chegou no Aeroporto Internacional Las Américas, em Santo Domingo. O eventoi foi considerado histórico para a República Dominicana, pois é o primeiro MAX registrado no país e marca um novo momento da aviação local. A aeronave para 189 passageiros foi registrada como HI-1026. Seu nome de batismo é Pico Duarte, em referência à elevação mais alta da República Dominicana, conforme noticiou nosso parceiro Aviacionline.

A empresa está programada para receber inicialmente cinco Boeing 737-8. Os aviões que chegarem, terão que passar por uma série de procedimentos regulatórios dominicanos. Durante o mês de fevereiro, uma delegação técnica do Instituto Dominicano de Aviação Civil (IDAC) deslocou-se a Seattle, nos Estados Unidos, para inspecionar e aprovar a chegada do primeiro exemplar.

O presidente do conselho de administração da Arajet, Víctor Pacheco Méndez, informou que o lançamento oficial da companhia aérea será no dia 14 de março, em um evento com o Presidente da República, Luis Abinader, no Aeroporto Internacional Las Américas. Contará também com a presença das mais importantes autoridades aeronáuticas e turísticas do país, além de vários dos principais executivos da Boeing e investidores.

“Estamos cada vez mais perto de realizar o sonho de todos os dominicanos, de ter uma companhia aérea de bandeira que nos conecte aos principais destinos da região, com os melhores preços do mercado e também com novas e de última geração aeronaves, que neste caso serão fabricadas pela Boeing”, disse Pacheco Méndez em comunicado.

Conforme indicado, o evento anunciará quais destinos a Arajet voará inicialmente e quais outros serão incorporados gradualmente à medida que o ano de 2022 avança. Além disso, a data de início das operações aéreas e vendas de passagens deverá ser anunciada nesse dia.

Breve história da Arajet

Arajet é um ultra low-cost, nascida como Dominican Wings em 2014, e que operou vários voos charter com aeronaves Airbus A320 alugados sob regime de wet lease. Em 2018 mudou sua razão social para Flycana, mantendo o certificado de operador aéreo.

Em 2020 surgiu uma nova companhia aérea no país, chamada SkyCana. Diante dessa situação, a Flycana se viu obrigada a mudar seu nome para Arajet, para não causar confusão no mercado. Durante o anúncio da mudança de nome, revelou a aquisição de cinco Boeing 737 MAX, sendo a terceira operadora do modelo no Caribe, depois da Caribbean Airlines e da Cayman Airways.

Liderando a companhia aérea está Mike Powell, como co-fundador e CEO, que trabalhou anteriormente nos primeiros dias da Flybondi e da Wizz Air. Como fundador e CEO está Víctor Pacheco Méndez, também fundador do Grupo Vimenca.

Boeing 737 MAX 8 da Arajet – Imagem: Arajet

A empresa pretende ser a primeira aérea de baixo custo no Caribe. Segundo a companhia, terá os menores custos unitários da região, o que permitirá estimular a demanda com taxas drasticamente inferiores às atualmente disponíveis.

O Conselho de Aviação Civil da República Dominicana (JAC) concedeu em novembro de 2021 a autorização para a exploração de serviços aéreos regulares e não regulares de passageiros e carga em operações internacionais da República Dominicana para: Estados Unidos, Cuba, Colômbia, Costa Rica , México, Panamá, Peru, Haiti, Trinidad e Tobago, Holanda (Antilhas Holandesas) e França (Antilhas Francesas do Caribe).

A empresa se junta ao crescente número de novas companhias aéreas na República Dominicana e às existentes em vias de crescimento, como SkyCana, Sky High Aviation Services, Air Century e RED Air

Voos para o Brasil

Em 2018, a então Flycana divulgou um vídeo institucional, onde destacava interesse em voar para o Canadá, Estados Unidos e países da América do Sul. Posteriormente, um mapa surgiu nas redes sociais apontando que a companhia também deseja operar para ManausRio de Janeiro e São Paulo a partir do seu hub dominicano.

A República Dominicana se tornou, nos últimos anos, um dos destinos no Caribe preferido dos brasileiros.

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias