Início Aviação Militar

Com 9 helicópteros, Ciopaer realiza incríveis 2.411 missões no Ceará em 2022

Imagem: Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará

Nesta semana, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE) divulgou um balanço sobre os números de missões realizadas pela Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) no ano de 2022.

No ano de 2022, foram 2.411 missões com o acionamento de aeronaves da Ciopaer em todo o território cearense, sendo dessas, 1.353 operações policiais dando apoio a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), aos patrulhamentos ostensivos da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e às buscas e salvamentos do Corpo de Bombeiro do Estado do Ceará (CBMCE). As missões totalizam 1.290 horas de voo.

A Coordenadoria registrou 154 missões do serviço aeromédico, entre remoções de pacientes, transporte de vacinas contra a Covid-19 e transporte de órgãos para transplantes, tendo um total de 252 horas de voo. 

A Ciopaer é parte integrante da estrutura organizacional da SSPDS/CE. Ela se destaca em suas múltiplas habilidades em missões diárias, reconhecida como a maior operadora de aeronaves biturbina e homologadas para voo por instrumentos entre os órgãos estaduais brasileiros. Além de ser considerada como a operadora com serviço aeromédico público mais bem executado do país.

Imagem: Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará

É importante frisarmos que os equipamentos de ponta auxiliam as missões. Porém, os profissionais da Ciopaer se dedicam 24 horas por dia de prontidão para qualquer acionamento em qualquer região do Estado. Daí, a confiança da população no trabalho realizado pela Coordenadoria, que conta com equipamentos operacionais de ponta para qualquer tipo de missão, mesmo em condições de voo por instrumento, e atua, também, dando apoio às ações e operações da PC-CE, da PMCE e do CBMCE para garantir, segurança, tranquilidade e sensação de segurança a todos os cearenses”, explica o secretário Samuel Elânio, titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social.

A Coordenadoria conta com cinco bases fixas, instaladas em Juazeiro do Norte, Sobral, Quixadá, Crateús e em Fortaleza. A Ciopaer dispõe de nove aeronaves, um EC130 B4 monoturbina, dois AS350B2 Esquilo monoturbina, três Airbus EC145, um Airbus EC135 e dois Airbus H135.

Nos acionamentos das missões das Forças de Segurança, a Ciopaer conta com mais de 160 profissionais de segurança pública que compõem o efetivo da unidade aérea, entre pilotos, tripulantes operacionais, mecânicos e apoio solo, além de médicos e enfermeiros do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

Imagem: Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará

Apoio a operações policiais 

Para reforçar a atuação em ações policiais de maior complexidade, a SSPDS conta com o trabalho de profissionais capacitados a realizarem abordagens aéreas, com a utilização de helicópteros, por meio da Ciopaer. As aeronaves realizaram missões de observação e monitoramento de pessoas e veículos suspeitos, bem como agindo preventivamente no combate à criminalidade e a possíveis crimes.

Nessas missões, as Forças de Segurança do Estado contam com profissionais especializados nas operações aéreas, como: buscas e resgates em diversos contextos, seja em ocorrências em terra firme, mata fechada ou mar. Nas missões policiais, o operador aerotático, anteriormente conhecido como tripulante operacional, também atua oferecendo suporte em situações de cerco policial, dando apoio a equipes em solo.

Além do patrulhamento aéreo, as aeronaves são acionadas dando apoio em situações de operações que envolvem busca por pessoas desaparecidas em região de difícil acesso, acidentes ou em ações da Coordenação Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cedec) e do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará (CBMCE), para o resgate de vítimas de afogamento, entre outras situações em que é necessário deslocamento de aeronave no apoio à missão. 

Imagem: Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará

Transporte que salva vidas

O trabalho da coordenadoria vai além das ações policiais, ele integra, também, missões humanitárias. Em 2022 foram 154 missões do aeromédico, entre o transporte de pacientes, o transporte de órgãos para transplante e o envio de imunizantes a todos os municípios cearenses, totalizando 252 horas de voo na execução dessas missões. 

Sempre que há a chegada de um novo lote de vacina, pouco tempo separa o momento em que elas são retiradas do avião no Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins e seguem no interior de uma aeronave da Ciopaer para as cidades do interior do Ceará. 

A humanização nas missões é um dos destaques no serviço prestado, por meio do transporte de órgãos para transplantes. Nessas situações cada minuto conta para salvar a vida de alguém. 

Imagem: Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará

A Ciopaer também está à disposição da população com suas missões aeromédicas que acontecem por meio de uma parceria entre as secretarias da Segurança e da Saúde. As aeronaves possuem a capacidade de transportar pacientes e dispõem de aparelhos que apenas o Exército dos Estados Unidos da América (EUA) e o Clube de Automobilismo Alemão Allgemeiner Deutscher Automobil-Club (Adac) possuem.  

Aa aeronaves possuem a capacidade de configuração para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea e detêm modernos equipamentos, entre eles, incubadoras para transporte de recém-nascidos, ventilador pulmonar, bombas de infusão, monitor multiparamétrico, com a capacidade de fazer capnografia, ou seja, capaz de medir os níveis de dióxido de carbono. Tudo isso, acoplado aos suportes mecânicos e eletrônicos da aeronave, para oferecer um serviço médico aos pacientes transportados, tendo a supervisão de médico e enfermeiro a bordo.

O transporte aéreo é utilizado para reduzir o tempo de deslocamento entre as cidades por vias terrestres e agilizar a prestação de socorro aos pacientes mais debilitados. A agilidade na condução de pacientes de alta complexidade faz parte do trabalho diário realizado pelo transporte aeromédico da Ciopaer, que é referência no atendimento e no deslocamento de pacientes para unidades de saúde do Estado.

Informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará

Leia mais: