Com alerta de incêndio, avião Boeing 747 acaba mobilizando toda a emergência possível

Boeing 747-400F da Cargolux semelhante ao envolvido no incidente

Um Boeing 747 que estava prestes a pousar mobilizou todos os serviços de emergência do aeroporto de destino e da região, após a tripulação identificar um suposto incêndio a bordo.

O incidente ocorreu com o Boeing 747-400F registrado sob a matrícula LX-UCV, da companhia aérea cargueira Cargolux, que estava realizando o voo CV-7156 de Nairóbi, no Quênia, para Amsterdã, na Holanda, no último domingo, dia 26 de dezembro.

De acordo com informações do The Aviation Herald, o Jumbo estava se aproximando para interceptar o localizador (sinal de auxílio à aproximação) da pista de pouso 06 do aeroporto holandês Schiphol, quando os pilotos identificaram um alerta de fogo no compartimento de carga principal. Diante da indicação, tudo que os tripulantes poderiam fazer naquele momento era prosseguir o mais breve possível para o pouso.

O voo do 747 no dia 26 – Imagem: RadarBox

Em contato com a torre de controle, os pilotos informaram que desocupariam a pista logo após o pouso. Na sequência, o controlador de tráfego aéreo da torre emitiu um alerta urgente solicitando os serviços de emergência do local e dos arredores do aeroporto.

A aeronave realizou um pouso sem intercorrências e, logo depois, foi constatado que se tratava de um falso alarme de incêndio. Os serviços de emergência, que ainda estavam a caminho do aeroporto dado que o aviso ocorreu quando o jato já se aproximava do pouso, abortaram o deslocamento e retornaram às suas bases.

Após pouco mais de uma hora e quarenta minutos no aeroporto, a aeronave decolou com destino a Luxemburgo, o que indica que não houve necessidade de grandes intervenções de manutenção em decorrência da pequena falha no sistema de indicação de fogo.

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias