Início Variedades

Com medo de abate, EUA proíbe seus aviões civis de sobrevoarem o Irã até 2024

A proibição de voos de aeronaves civis americanas em espaço aéreo iraniano foi estendida até 2024 pela Administração Federal de Aviação (FAA), devido ao medo de que aviões sejam abatidos por engano. A proibição, que é oficialmente conhecida como Regulamento Especial de Aviação Federal, foi estendida sem consulta pública, após a FAA intender que o espaço aéreo do Irã representa um “risco inaceitável para a segurança da aviação civil dos EUA”.

O impedimento veio após um Boeing 737-800 da Ukraine International Airlines ser atingido por um míssil pouco tempo depois de ter decolado do Aeroporto Imam Khomeini, em Teerã, em 8 de janeiro de 2020.

De acordo com as investigações, as forças de defesa aérea iranianas identificaram erroneamente a aeronave como um míssil e ativaram sistemas de defesa terra-ar contra o avião civil, resultando em 176 mortes, entre passageiros e tripulantes.

A FAA explica que as tensões regionais permanecem no Irã e que ainda não se certificou de que o país “implementou mudanças para seus procedimentos de comando e controle de defesa aérea”, sendo assim as proibições devem continuar até 21 de outubro de 2024. A proibição tem pouco efeito nos voos comerciais americanos, já que os mesmo não sobrevoam a região.

Leia mais:

Sair da versão mobile