Com só uma pista, aeroporto de Lima tem 400 voos cancelados após acidente com avião da LATAM

O Aeroporto Internacional Jorge Chávez, que serve a cidade de Lima, no Peru, está fechado até segunda ordem, depois que um Airbus A320neo da LATAM colidiu com um veículo do Serviço de Resgate e Extinção de Incêndio (SSEI) do aeródromo durante a decolagem. O acidente foi filmado por vários ângulos e as cenas chocantes rodaram o mundo na sexta-feira.

Por motivos a serem apurados, o veículo invadiu a área de pista (incursão de pista) e chocou-se com a aeronave, causando o desprendimento do motor e o colapso do trem principal direito, resultando em incêndio devido ao atrito da asa contra a pista.

Segundo comunicado da Latam, todos os tripulantes e passageiros foram evacuados e tratados por equipe médica e psicólogos, se necessário. Por outro lado, foi confirmada a morte de dois bombeiros da viatura SSEI.

Como informou o Aviacionline, dada a magnitude do acidente, a concessionária Lima Airports Partners informou que o aeroporto estaria fechado até às 13h00 de sábado (hora local). De acordo com o último NOTAM (Aviso aos Aeronautas), sua única pista em operação, a 16/34, permanece interditada por “obstrução da aeronave”.

A medida tem como consequência direta o cancelamento e remarcação de todos os voos que tinham Lima como destino. No entanto, é recomendável verificar o status de seus voos programados nas próximas horas por meio de sua agência de viagens e/ou companhias aéreas.

Vários desvios

Lima é o maior hub aéreo do Peru e um dos principais da América do Sul: diante dessa situação, o tráfego aéreo comercial ficou impactado fortemente. Os voos internacionais pelo espaço aéreo peruano continuaram sem problemas, mas o fechamento de Jorge Chávez forçou vários cancelamentos de conexões de longa distância e domésticas.

Segundo o Flightradar24, o voo LA-2297 com destino a Cajamarca foi o último avião a decolar de Lima. O último voo que pousou foi LA-2383 de Bogotá. No momento do acidente, 19 voos voavam para o aeroporto e foram forçados a desviar.

A Migrations of Peru informou que, em vista da emergência que surgiu no Aeroporto Internacional Jorge Chávez, providenciou para permitir controles de migração em todos os aeroportos para onde desviam voos internacionais. No caso específico de Pisco, os inspetores de imigração partiram de Lima para controlar os voos internacionais que chegam.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Mulher que ficou tetraplégica após cair de avião durante o embarque...

0
Após uma longa luta contra as sequelas de um trágico acidente, a jovem Gabrielle (Gaby) Assouline, de 25 anos, veio a óbito nesta semana