Comissária ajuda a pousar avião após co-piloto ficar inconsciente.


Uma história que poderia ser um filme de Hollywood, aconteceu na vida real. Uma comissária ajudou o comandante a pousar o avião após o co-piloto passar mau e ficar inconsciente no meio do voo. O fato aconteceu em 11 de outubro de 2016, com a empresa aérea alemã TUI Fly, e só foi revelado publicamente e com detalhes agora.




O drama aconteceu a bordo de um Boeing 737-800 com destino a Mallorca, na Espanha. No momento do incidente, a aeronave sobrevoava o Mar Mediterrâneo. Conforme dados da Agência Alemã de Investigações de Acidentes Aéreos (BfU) revelados essa semana, o co-piloto sentiu-se repentinamente mau devido à tontura e extrema baixa pressão sanguínea, ficando inconsciente. Nesse momento, uma das comissárias tomou seu lugar no cockpit e deu apoio ao comandante no restante do voo.

Com 190 passageiros a bordo, o Boeing pousou normalmente em Mallorca. O apoio da comissária foi com checklists e acompanhamento dos procedimentos, já que, além de especialista em segurança de voo, ela também tinha noções de pilotagem. O pouso em si foi executado pelo comandante.

O porta-voz da TUI Fly, Jan Hillrichs declarou que “tripulação agiu exemplarmente durante o incidente”. Markus Wahl, da Associação de Pilotos e Engenheiros Aeronáuticos da Alemanha disse que “os pilotos podem, a qualquer tempo, pousar o avião atuando sozinhos, já que é parte do seu treinamento. Mas também podem decidir quem chamar para ajudar em caso de situações de emergência”.

A conclusão da agência alemã foi de que o procedimento adotado pelo comandante foi correto. A empresa aérea disse que vai recompensar a comissária por sua ação.

Uma situação rara, que mostrou a resiliência da tripulação para lidar com situações de emergência e que reforça a importância dos comissários de voo.

Do diário RT

Veja outras histórias

Sindicato oficia a Latam sobre tempo mínimo de descanso a bordo...

0
O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) encaminhou ofício à Latam Airlines Brasil solicitando esclarecimentos sobre possível descumprimento