Comissárias ficam feridas após laptop pegar fogo em Jumbo da Lufthansa

Um voo da Lufthansa precisou ser desviado após um laptop pegar fogo e duas comissárias de um Jumbo ficarem feridas.

Este é o segundo caso da semana envolvendo fogo causado por um laptop em voos dentro dos EUA. O primeiro envolveu um avião da jetBlue, que precisou ser evacuado por causa de um incêndio em Nova Iorque.

Desta vez, o ocorrido foi num voo da Lufthansa entre Los Angeles e Frankfurt, operado por um Boeing 747-8I, que leva até 364 passageiros. A aeronave já estava voando havia 3 horas e sobrevoava o estado do Wisconsin, quando precisou ser desviada para Chicago.

A Lufthansa confirmou o ocorrido à ABC News e afirmou que o pouso aconteceu de maneira preventiva após o equipamento de um dos passageiros superaquecer e pegar fogo. O princípio de incêndio foi controlado pelos próprios comissários, sendo que dois foram hospitalizados por intoxicação em decorrência da fumaça.

O voo foi cancelado e a Lufthansa remarcou os passageiros para outros voos até os respectivos destinos finais.

O fogo por laptop normalmente é causado pelas baterias de íon-lítio dos equipamentos, que são mais suscetíveis a superaquecimento em voos ou condição com pressão atmosférica menor. Existe todo um debate no setor aéreo sobre o transporte seguro desse tipo de bateria, com várias medidas já implementadas.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

DECEA registra cerca de 310.000 operações não tripuladas com drones em...

0
O ano de 2022 somou mais de 310.000 operações não tripuladas, o que demonstra o desenvolvimento acelerado desse novo modal aéreo.